Não há indícios da nova variante Delta do vírus SARS-CoV-2 na Madeira

Todas as amostras do vírus suspeitas de novas variantes são enviadas para o Instituto Dr Ricardo Jorge para análises. Até agora, nenhuma foi prova de que exista uma nova variante Delta do vírus na Região.

O secretário regional da Saúde e da Proteção Civil, Pedro Ramos, revelou esta tarde, à margem da apresentação da 'Mama Help', um centro de apoio a doente com Cancro da Mama, que as amostras de covid-19 suspeitas de novas variantes são enviadas para o Instituto Dr Ricardo Jorge. Portanto, ao contrário do que se fala, na Madeira não há registo da nova sublinhagem da variante Delta do vírus SARS-CoV-2.

Até hoje, quinta-feira, não foram detetados quaisquer outros casos de novas variantes Delta na RAM.

Recorde-se que a nova sublinhagem 'AY.4.2' foi descoberta nas últimas semanas, e alguns têm ligação ao Reino Unido, onde apresenta alguma relevância epidemiológica mais elevada. O investigador do Instituto Nacional de Saúde (INSA) João Paulo Gomes revelou esta quinta-feira que existe uma nova sublinhagem da variante Delta do vírus SARS-CoV-2, que não tem tendência "crescente em Portugal nem há provas de que afete a eficácia das vacinas".