MADEIRA Meteorologia

Prazo para entrega de candidaturas à liderança do PSD/Madeira termina hoje

Data de publicação
29 Fevereiro 2024
8:30

O prazo para entrega de candidaturas à liderança do PSD/Madeira termina hoje às 18:00 e, até agora, só foi apresentada uma lista, encabeçada pelo atual presidente, Miguel Albuquerque, que chefia o partido desde 2014 e o Governo Regional desde 2015.

Os social-democratas madeirenses agendaram as eleições internas para 21 de março, na sequência da crise política provocada pelo processo que investiga suspeitas de corrupção na Madeira.

Miguel Albuquerque foi constituído arguido e demitiu-se do cargo de presidente do Governo Regional, sendo que sua exoneração levou à queda do executivo, de coligação PSD/CDS-PP, com o apoio parlamentar do PAN, e que está agora em gestão.

Até quarta-feira à noite, Miguel Albuquerque era o único candidato à liderança do partido.

O prazo para a entrega de listas termina hoje às 18:00.

Miguel Albuquerque lidera o PSD/Madeira desde 2014, ano em que venceu as eleições internas na segunda volta, após uma primeira volta com seis candidatos, tendo disputado a liderança com o antigo secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais Manuel António Correia.

O atual líder do PSD/Madeira venceu com 64% dos votos num universo de 6.232 votantes, obtendo um resultado superior ao alcançado pelo histórico presidente do partido na região, Alberto João Jardim, em 2012, que apoiou a candidatura de Manuel António Correia em 2014.

Desde então, Miguel Albuquerque foi sempre o único candidato à liderança do PSD na Madeira.

Em 2015, Miguel Albuquerque sucedeu a Alberto João Jardim na presidência do Governo Regional, cargo que ainda ocupa, agora na condição de demissionário.

Nas eleições legislativas regionais de 2019, não conseguiu segurar a maioria absoluta que o PSD sempre teve na Madeira e, para garantir a governação, convidou o CDS-PP para uma coligação, o que aconteceu pela primeira vez no Governo Regional do arquipélago.

Em setembro de 2023, os dois partidos concorreram coligados, mas ficaram a um deputado da maioria absoluta, situação que motivou um acordo de incidência parlamentar com a deputada única do PAN, que assim viabilizou o terceiro executivo chefiado por Albuquerque.

Em 24 de janeiro, a Polícia Judiciária (PJ) realizou cerca de 130 buscas domiciliárias e não domiciliárias sobretudo na Madeira, mas também nos Açores e em várias zonas do continente, no âmbito de um processo que investiga suspeitas de corrupção ativa e passiva, participação económica em negócio, prevaricação, recebimento ou oferta indevidos de vantagem, abuso de poderes e tráfico de influência.

Na sequência desta operação, a PJ deteve o então presidente da Câmara do Funchal, Pedro Calado (PSD), que renunciou ao cargo, o líder do grupo de construção AFA, Avelino Farinha, e o principal acionista do grupo ligado à construção civil Socicorreia, Custódio Correia.

Os três arguidos foram libertados com termo de identidade e residência, três semanas após as detenções.

Pouco dias depois, em 19 de fevereiro, Miguel Albuquerque indicou que seria novamente candidato à liderança do PSD/Madeira e, na sexta-feira, disse sentir-se “perfeitamente capaz” de concorrer a eleições legislativas antecipadas.

Em 21 de fevereiro, o Conselho Regional do PSD/Madeira indicou que as eleições diretas vão realizar-se em 21 de março e o congresso regional em 20 e 21 de abril.

“O objetivo desta marcação deveu-se à mudança de circunstância política”, explicou na altura o presidente daquele órgão, João Cunha e Silva, adiantado que “esta mudança espera pela decisão do Presidente da República”.

João Cunha e Silva garantiu também que o PSD está preparado para a possibilidade de Marcelo Rebelo de Sousa chamar o presidente do partido para formar novo Governo Regional, com base na atual maioria parlamentar PSD/CDS-PP/PAN, ou para o caso de convocar eleições antecipadas na região autónoma, o que só poderá ocorrer depois de 24 de março, seis meses após as últimas eleições legislativas regionais.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Qual o seu grau de satisfação com a liberdade que o 25 de Abril trouxe para os madeirenses?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas