Eduardo Jesus 'rendido' à obra “António Aragão - Olhos que escutam o mundo”

Raul Caires

O secretário regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, elogiou os autores do livro “António Aragão - Olhos que escutam o mundo”, durante a apresentação da obra que decorreu esta sexta-feira na Quinta Magnólia, no Funchal.

“A vossa intervenção cultural é fundamental quando se perspectiva não só o presente mas o futuro. E ter num trabalho como este uma geração que do nada aprendeu Aragão; do nada teve a oportunidade de fazer disto quase como uma residência artística alargada no mundo da banda desenhada (...) essa experiência tem uma riqueza extraordinária e não sou eu que digo, são os testemunhos dos vossos colegas”, disse o governante aos autores: Roberto Macedo Alves, Alexandra Esteireiro, Valter de Sousa, Paola Rivas e Francisco Branco, que não esteve presente por se encontrar fora da Região a estudar.

“Nós através deste livro conseguimos encontrar uma breve bibliografia de António Aragão e conseguimos encontrar um rigor extraordinário no levantamento que foi feito nas expressões de Aragão, que ao fim e ao cabo, dão origem aos diálogos e às narrativas que foram depois utilizadas em toda a banda desenhada”, acrecentou Eduardo Jesus deixando uma recomendação a quem ainda não conhece o autor.

“Por isso eu diria que através deste livro, quem não teve ainda a oportunidade de conhecer o Aragão, tem um bom bocado para passar, divertido, e simultaneamente com rigor que não o deixará indiferente”, afirmou.

A obra surgiu como um desafio apresentado pela SRTC no âmbito das celebrações do centenário do nascimento de António Aragão que foram promovidas ao longo de 2021.