MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

26/08/2023 08:00

Verde: o balão de oxigénio de Montenegro

Ainda o mês de agosto ia a meio, Marcelo andava a banhos e a mandar postas de pescada para encher telejornais, e Luís Montenegro conseguiu marcar a agenda política do País com o pacote de medidas fiscais apresentado, na Festa do Pontal. Com o País asfixiado em impostos, em guerra aberta e declarada aos professores e aos médicos, em litígio com os encarregados de educação sobre manuais escolares, esta proposta foi uma lufada de ar fresco, um balão de oxigénio para o País e para o próprio PSD, que demonstrou estar vivo, atento e sabedor do rumo que o nosso País deve tomar. As cinco medidas apresentadas, incidem essencialmente sobre o imposto sobre o rendimento das pessoas singulares, propondo um desagravamento fiscal, favorecedor da classe média, que reúne os portugueses mais flagelados e esmifrados pela carga fiscal actual e dos jovens que não conseguem levantar a cabeça, num País que escolheu desistir deles. Um desagravamento fiscal sério, equilibrado e que abrange todos os portugueses de forma justa e equitativa. Bem, Luís Montenegro!

Amarelo: o albergue espanhol

Espanha encontra-se novamente num impasse governativo. O PP de Alberto Núñes Feijóo, foi o partido mais votado, mas sem garantir maioria parlamentar, e o partido do actual presidente espanhol, o PSOE de Pedro Sanchez, ficou-se pelo segundo lugar, mas quer governar. Abriu a corrida a acordos e negociatas parlamentares, tendo o primeiro embate ficado marcado pela vitória de Sanchez, que conseguiu a Presidência do Parlamento espanhol. Estamos perante a possibilidade de termos um governo espanhol alicerçado na extrema direita, ou um governo espanhol com uma geringonça à portuguesa. Pessoalmente, preferia que trocássemos receitas de doçaria conventual.

Vermelho: A miséria de ser jovem em Portugal

Foi notícia no Expresso, o miserável estado da juventude do nosso País, que bate recordes europeus, sendo os portugueses, dos jovens mais mal pagos e que mais tarde ganham independência. O normal para mais de metade dos jovens entre os 25 e os 34 anos é viver e depender financeiramente dos seus pais, com valores de ganho médio mensal de 1054 euros, só sendo ultrapassados pelos gregos, com uns míseros 875 euros. Estamos abaixo de países como a Bulgária, Eslováquia, Hungria, os países bálticos e até da Roménia. Com estes números, venham falar de fixar jovens no país, venham falar em aumentar a taxa de natalidade e venham travar o tenebroso inverno demográfico. Venham, venham porque a nossa juventude será toda ouvidos!

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas