MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Economista

23/03/2023 08:00

Um visto de investimento é um tipo de visto que permite aos investidores estrangeiros entrar e permanecer num país por um determinado período de tempo a fim de realizarem investimentos. Os vistos de investimento destinam-se a atrair investimento para o país e a estimular o crescimento da economia. Os vistos de investimento oferecem ainda aos investidores a oportunidade de estabelecer um negócio, residir, trabalhar ou estudar no país em que investem.

Assim, os vistos de investimento proporcionam uma série de benefícios tanto para o investidor como para o país de acolhimento. Para o investidor, um visto de investimento pode proporcionar acesso a um novo mercado, diversificação da sua carteira de ativos e de negócios. Pode igualmente constituir uma oportunidade para ter acesso a novas tecnologias e recursos, ou transmitir os mesmos ao país de acolhimento.

Para o país receptor, os vistos de investimento podem levar ao aumento do investimento direto estrangeiro (IDE), e assim estimular o tecido económico e empresarial. O IDE pode também conduzir à criação de novos postos de trabalho, bem como a um aumento do investimento de capital e da produtividade. Além disso, os vistos de investimento podem ajudar a atrair indivíduos altamente qualificados e podem ajudar a impulsionar a reputação do país como um destino atraente para negócios e investimento.

Vários países oferecem vistos de investimento, incluindo os Estados Unidos, o Reino Unido, o Canadá, a Austrália, Singapura, a Áustria, Malta e vários países do Caribe. Posto isto ficam várias perguntas: vai Portugal ficar sem um mecanismo de atração de investimento? Vai Portugal "dar um tiro" na "galinha dos ovos de ouro" que em dez anos captou 6,54 mil milhões de euros, grande parte dos quais permitiram a revitalização do parque imobiliário?

Outra pergunta se levanta: vai a Região Autónoma da Madeira perder a oportunidade da revisão constitucional em curso para chamar a si poderes legislativos sobre políticas de imigração, à semelhança do que os territórios ultramarinos britânicos possuem hoje em dia? Vamos continuar à espera de Lisboa para manter tudo na mesma no que diz respeito à diversificação económica da Região Autónoma da Madeira? Ontem já era tarde…

"Há muitas pessoas no estrangeiro que querem ajudar, que querem investir. Vamos dar-lhes o tratamento de tapete vermelho. Queremos que eles percebam que esta é uma terra de oportunidades. Sempre foi assim, mas nunca permitimos que o investimento estrangeiro viesse para este país." - Antónis Samarás, CLXXXV Primeiro-Ministro da República Helénica.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas