MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Economista

21/04/2022 08:01

A primeira afronta que António Costa (PS), faz contra a Região Autónoma da Madeira surge pela nomeação de António Costa Silva, um Engenheiro de Minas, para o Ministério da Economia! Recorde-se que António Costa Silva foi convidado pelo atual Primeiro-Ministro para delinear um plano económico de recuperação da Pandemia Covid-19 que mais não passou de um relatório de "ideias bonitas". O novo Ministro da Economia foi incapaz de traçar objetivos concretos, etapas de execução, análise de custo-benefício (pasme-se!), definição do investimento reprodutivo, etc… Nas palavras do Economista Joaquim Miranda Sarmento (ISEG), o plano do Ministro da Economia é um mero "naco de prosa socialista. Muito floreado, muito bem escrito, com umas tiradas muito giras sobre geopolítica e estratégia, mas com pouco de substantivo e concreto". Recorde-se ainda que foi nesse mesmo plano que o atual Ministro da Economia teve a ousadia de sugerir que a Universidade da Madeira vire mera sucursal da Universidade dos Açores! Note-se também que é a mesma pessoa que defende a penalização das empresas com "lucros inesperados"!

Mas a continuação da má gestão socialista que se adivinha não termina no Ministério da Economia! O Ministério das Finanças liderado por Fernando Medina, que a julgar pela apetência que este tem para destruir a iniciativa privada (veja-se a luta desenfreada contra o alojamento local enquanto edil da capital), já desvendou as suas preferências tributárias ao optar pela tributação agravada das mais-valias mobiliárias especulativas, em detrimento da tributação das mais-valias obtidas com cripto-ativos, deixando o sistema fiscal português de novo no limbo tributário quanto aos últimos.

Medina é também o Ministro das Finanças que apesar de optar pela integração da TAP num grupo privado, continua a dar aval ao enterro de mais 1600 milhões de euros numa companhia aérea que apesar de estratégica para a economia do país, dadas as suas ligações com África e a América Latina, há muito que deveria ter sido privatizada. Recorde-se que o buraco nas contas TAP, somado com o buraco das contas do Metro de Lisboa (3440 milhões de euros) e o buraco nas contas do Metro do Porto (3615 milhões de euros), excedem o total da dívida da Região Autónoma da Madeira.

No entanto, o novo Ministro das Finanças irá perdoar 1800 milhões de euros de dívida da CP. Fica a pergunta: irão os socialistas continuar a perdoar aquilo que parece ser má gestão pública e recusar-se a reconhecer a documentada dívida do Estado central para com a Região?!

P.S.: Recorde-se que durante o seu mandato enquanto edil de Lisboa, Fernando Medina, autorizou o enviou pelo menos 52 vezes dados pessoais a embaixadas desde 2018 (a propósito de manifestações envolvendo os países representados), embaixadas essas de países que não são democráticos, como é o caso da Federação Russa e da República Bolivariana da Venezuela.

"O problema com o socialismo é que este acaba por ficar sem o dinheiro dos outros". - Margaret Hilda Thatcher, Baronesa Thatcher de Kesteven

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas