I Liga: Sporting foi o que mais pontos perdeu em relação a 2021/22

Lusa

O Sporting foi o clube que perdeu mais pontos em relação à primeira metade da edição 2021/22 da I Liga portuguesa de futebol, ao ficar-se agora pelos 32, contra os 44 que somava há um ano.

Nas primeiras 17 rondas da presente edição, os ‘leões’ já cederam dois empates e cinco derrotas, ‘desbaratando’ um total de 19 pontos, já mais dois do que os cedidos no total das 34 rondas do campeonato anterior.

A formação de Rúben Amorim - que em 2020/21, na primeira época completa pelos ‘leões’, tinha ‘virado’ com 45 pontos – mostrou-se demasiado ‘frágil’ fora de Alvalade, onde só venceu três de nove encontros (mais dois empates e quatro derrotas).

Na história do Sporting, não é, no entanto, preciso andar muito para trás para descobrir uma primeira volta com pior prestação, já que, em 2019/20, os ‘leões’ só tinham 29 pontos a meio, seguindo no quarto posto, atrás de Benfica, FC Porto e Famalicão.

O Paços de Ferreira ficou no segundo lugar entre os que mais perderam, ao ‘cair’ de 17 para escassos seis pontos, enquanto o último lugar do pódio foi partilhado pelo Gil Vicente (26 para 18) e pelo detentor do troféu FC Porto.

Os ‘dragões’, que com Sérgio Conceição (no cargo desde 2017/18) nunca conseguiram revalidar o título, ‘viraram’ esta época com 39 pontos, muito longe dos 47 da temporada transata, na qual chegaram a meio invictos e apenas com dois empates cedidos.

Em sentido contrário, o grande destaque vai para o Arouca, que depois de ter somado 14 pontos na primeira metade da época 2021/22, já vai agora quase com o dobro (26), logo atrás do promovido Casa Pia (27), a equipa sensação da temporada.

O Sporting de Braga é o segundo que mais ‘cresceu’, de 32 para 40 pontos, muito à custa dos 24 conquistados fora (oito vitórias e uma derrota, no Dragão), seguido de Vizela, com mais cinco pontos (16 para 21).

No lugar seguinte, segue o ‘campeão de inverno’ Benfica, que virou na frente com um total de 44 pontos, contra os 40 que ostentava há um ano. O Boavista também conta mais quatro e tem um jogo em atraso.

Em matéria de subidas na tabela, o Arouca também é o clube que mais cresceu, do 17.º e penúltimo lugar para o sexto, com ‘promessas’ de Europa, enquanto o Gil Vicente foi o que teve a queda mais abrupta, de quinto para 14.º.