MADEIRA Meteorologia

Tóquio2020: Selecionador destaca "evolução competitiva" de Portugal

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
28 Julho 2021
9:27

O treinador da seleção portuguesa de andebol, Paulo Jorge Pereira, destacou hoje a "evolução na capacidade competitiva" apresentada na derrota por 29-28 ante a vice-campeã mundial Suécia, no grupo B dos Jogos Olímpicos.

"Fomos muito mais competitivos, cometemos menos erros, estivemos mais concentrados, fomos mais competentes a explanar o nosso plano de jogo", elogiou o técnico, após o desafio no estádio nacional Yoyugi.

Numa partida em que o seu conjunto chegou a liderar por três golos, Portugal dispôs de um último ataque, de 17 segundos, para empatar, o que ajudaria nas contas de qualificação para os quatros de final.

"Custa perder assim, sobretudo quando preparámos bem o jogo, trabalhámos para sermos cada vez mais competitivos, o que de facto aconteceu. Como previa, estamos a crescer e hoje mostrámo-lo frente ao vice-campeão do Mundo", enfatizou.

Paulo Jorge Pereira valorou a "competência" da Suécia a defender nesse lance decisivo, no qual não deixou Portugal rematar, esperando que, no futuro, os seus pupilos consigam "tomar melhores decisões".

Na sexta-feira, Portugal defronta a campeã olímpica e bicampeã mundial Dinamarca, "a principal candidata ao ouro e que já mostrou que está cá para o conquistar".

"Mais um jogo para melhorarmos, sermos competitivos e ganhar. Claro que sabemos que existe uma diferença, pelo menos teórica, mas podem esperar de nós a melhor atitude", concluiu.

Rui Silva admitiu que "custa perder assim", contudo destacou "o melhor dos três jogos" realizados pelos ‘heróis do mar’ no Japão, realçando a "importância" desse facto quando a competição "ainda vai a meio".

"No lance final… isto é uma competição muito exigente a nível físico e mental e o cansaço físico e mental começa a notar-se um bocadinho. Ainda assim, estamos confiantes no nosso valor e vamos lutar pelo nosso objetivo", sublinhou.

Fábio Magalhães valorizou a "recuperação extraordinária" encetada no final, lamentando a "ausência de discernimento" no ataque que poderia ter dado o empate, "que poderia ser importante nas contas finais".

Os quatro primeiros classificados de cada um dos dois grupos avançam para os quartos de final do torneio olímpico.

A Dinamarca e a Suécia comandam com o pleno de seis pontos em três desafios, Egito e Portugal somam dois, mas os africanos com menos um jogo, ante o Japão sem pontos, tal como o Bahrain.

Portugal enfrenta agora a Dinamarca na sexta-feira e, no domingo, provavelmente decide com o Japão um lugar nos quartos de final.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas