Emanuel Câmara já tomou posse e, no seu discurso, deixou recados ao GR

David Spranger

Emanuel Câmara já tomou posse para o seu terceiro e último mandato como presidente da Câmara Municipal do Porto Moniz.

Perante Ireneu Barreto, José Manuel Rodrigues, Jorge Carvalho, Bispo D. Nuno Brás e Sílvio Fernandes, reitor da UMa, entre muitos outros convidados, deixou muitos alertas ao Governo Regional.

"Os 800 milhões de euros que irão chegar à Região no PRR não podem ser usados com o intuito do PSD ter a maioria absoluta nas próximas eleições regionais", disse Emanuel Câmara que condenou ainda que o "o Governo Regional tenha usado meios próprios na campanha autárquica, com promessas à população".

Agora, com a derrota dessa coligação entre PSD e CDS, avisa que "para além de eu cumprir o que prometi, vou reivindicar também que essas promessas sejam cumpridas". Emanuel Câmara não se referiu às Juntas em que saiu vencedor, lembrando, no entanto, que no Seixal, a única Freguesia que passou para o PSD/CDS "irei auscultar as necessidades da sua população".

No mais, prometeu que continuará a ser igual a si próprio, "muito próximo da população que mostrou que quer que seja eu e a minha equipa a continuar a estar à frente dos destinos do concelho". Emanuel Câmara foi o único orador da sessão oficial.