MADEIRA Meteorologia

Unidade de Insuficiência Cardíaca dá apoio a mais de 80 doentes

Carla Sousa

Jornalista

Data de publicação
16 Fevereiro 2024
19:25

A Unidade de Insuficiência Cardíaca do Serviço de Saúde da RAM realizou, até ao passado mês de dezembro, 160 procedimentos terapêuticos e 700 consultas de enfermagem. Além disso, dá apoio a mais de 80 doentes com esta patologia.

Esta unidade clínica, criada a 1 de março de 2023, é dirigida pela médica especialista Graça Caires e está integrada no Serviço de Cardiologia, dirigido pelo médico especialista Antonio Drumond.

Numa nota enviada à redação, é referido que a base desta unidade é um Hospital de Dia que funciona de segunda a sexta-feira e contempla uma consulta de insuficiência cardíaca avançada, sendo que os cuidados prestados são assegurados por uma equipa multidisciplinar.

Segundo a médica responsável, a principal vantagem desta unidade é “tratar as intercorrências agudas. Uma porta aberta ao exterior para todos os doentes com insuficiência cardíaca já diagnosticada”, prevenindo idas às urgências, evitando internamentos, com consequente redução dos custos associados. “O internamento tem um impacto negativo no prognóstico destes doentes, fazendo com que haja progressão da doença. Ao diagnosticar precocemente estas intercorrências podemos fazer uma terapêutica mais dirigida e evitar que esse doente seja internado”, disse.

Refira-se que a Unidade de Insuficiência Cardíaca avançada conta também com o apoio do Serviço de Nefrologia “através da consulta de cardio-renal”, um apoio muito importante aos doentes que têm alterações da função renal. Além disso, constitui uma grande mais-valia para o serviço e para os doentes que acompanha, assegura cuidados especializados, uma monitorização adequada, permite ajustar os tratamentos às necessidades dos doentes, previne complicações, evita idas às urgências e reduz hospitalizações.

A insuficiência cardíaca é uma doença crónica, sem cura, mas que pode ser controlada após o diagnóstico pelo uso de medicação, permitindo viver mais e melhor.

Recorde-se que no dia 14 de fevereiro, foi assinalado o Dia Nacional do Doente Coronário, instituído pela Fundação Portuguesa de Cardiologia no sentido de sensibilizar para as doenças coronárias e consciencializar para a importância da adoção de hábitos de vida saudáveis para manter o coração saudável.

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas