MADEIRA Meteorologia

Confiança diz que unidade de execução da Praia Formosa não salvaguarda interesses dos funchalenses

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
26 Outubro 2023
13:13

Foi hoje aprovada a versão final da unidade de execução da Praia Formosa, que recolhe grandes críticas por parte da oposição na Câmara do Funchal.

Miguel Silva Gouveia criticou esta manhã a inexistência de um plano de pormenor e realça que a salvaguarda dos riscos fica omissa nesta solução do atual executivo.

"Quando deixámos a Câmara, em 2011, tínhamos um plano de pormenor para a Praia Formosa com quatro estudos encomendados e que se encontram, aqui, no município. Foi completamente descartado, a exemplo da discussão pública desta unidade de execução que teve 95 participações e todas elas foram descartadas pelo atual executivo, insistindo numa unidade de execução que, a nosso ver, não salvaguarda os interesses dos funchalenses", elaborou.

"Achamos que o plano de pormenor que estava a ser elaborado em agosto de 2021 já estaria aprovado há mais de um ano se não tivesse sido deitado no lixo como foi", apontou.

No mais, Miguel Silva Gouveia evocou aquilo que, no seu entendimento, constituem falhas na gestão. "Esta Câmara pauta o seu comportamento por uma instabilidade na gestão, não dando resposta nem soluções aos munícipes. Quando aprova pacotes que visam o ordenamento do território e a plantação urbanística dos territórios, aprovam-no com pouco consenso e debaixo de um coro de críticas como é o caso da Praia Formosa."

"Neste momento, o urbanismo na Câmara do Funchal é uma casa sem lei", rematou.

Romina Barreto

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas