MADEIRA Meteorologia

Adesão aos rastreios do Dia do Euromelanoma 50 por cento inferior à de anos anteriores

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
18 Maio 2022
14:05

Hoje, no âmbito do Dia do Euromelanoma, que se assinala por toda a Europa, está a decorrer no Serviço de Dermatologia do SESARAM, no Hospital dos Marmeleiros, rastreios gratuitos ao cancro de pele. Tiago Esteves, diretor do Serviço de Dermatologia do Serviço Regional de Saúde, afirma que a adesão esta manhã foi "50 por cento inferior" à de anos anteriores, tendo sido já, no entanto, detetado um caso de melanoma e vários de basalioma, cancro de pele menos grave.

"A adesão está ligeiramente abaixo dos anos anteriores, mas convém não esquecer que nos dois últimos anos não fizemos um rastreio presencial. Estamos com 50% daquilo que costumava ser", sustentou, adiantando que são as mulheres a partir 50/60 anos que mais procuram estas ações, embora os homens se mostrem cada vez mais sensibilizados e em alerta.

Nos últimos anos, de acordo com o diretor de Dermatologia, os casos de melanoma têm vindo a aumentar na Madeira, um reflexo da resposta dada pelo próprio serviço e à crescente preocupação por parte da população em relação ao cancro de pele."Os dados do Serviço de Anatomia Patologica normalmente indicavam cerca de 18 a 20 casos por ano. E em 2021, tivemos 32 casos, isto numa altura em que ainda estávamos em pandemia. Este ano, já estamos com mais de 10 casos nos primeiros quatro meses, de maneira a que temos vindo a verificar um maior numero de casos", apontou.

Rastreios com mais regularidade

Por seu turno, Herberto Jesus, diretor Regional da Saúde, que, em representação do secretário regional de Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, visitou hoje o Serviço de Dermatologia do SESARAM, sublinhou a importância de aproximar cada vez mais os hospitais da população e admitiu a possibilidade de os rastreios serem realizados no futuro com mais regularidade.

"Os hospitais têm que se virar cada vez mais para a comunidade. Este Dia do Euromelanoma aproxima a dermatologia da população, dando a possibilidade às pessoas de se dirigirem ao serviço com suspeita de alguma lesão ou algo que o preocupe, e na mesma hora é visto. Deste modo, temos um diagnóstico mais precoce e apurado da situação", explanou, entendendo que este deverá ser o caminho a percorrer pelos serviços de saúde.

"É natural que o nosso intuito é perpetuar estes dias [rastreios] de outra forma. Em articulação com o Serviço de Dermatologia vamos pensar qual é o melhor mecanismo para oferecer este tipo de serviço de outra forma, não tão pontual", notou, admitindo que isso é uma situação que está "em mente e que poderá se tornar, nos próximos tempos, uma estratégia mais direcionada e com outro tipo de atuação", rematou.

Recorde-se que os rastreios acontecem até às 16h00, sendo que os doentes podem inscrever-se por ordem de chegada e sem marcação, com o limite máximo das 100 vagas.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas