Acidente fatal: Carro em que seguia Claudisabel capotou na sequência de uma colisão na A2

Lusa

Bombeiros e a editora confirmaram esta manhã que a cantora Claudisabel é a vítima mortal da colisão rodoviária ocorrida hoje de madrugada na Autoestrada 2 (A2), junto a Alcácer do Sal, no distrito de Setúbal.

Em declarações à agência Lusa, o comandante dos Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, Valdemar Gonçalves, confirmou à agência Lusa que a vítima mortal do sinistro é Claudisabel, nome artístico de Cláudia Isabel Leiria Madeira.

Também contactada pela Lusa, uma fonte da sua editora, a Nucafé Records, limitou-se a confirmar a morte da artista no acidente de Alcácer do Sal e remeteu para um comunicado publicado na sua página na rede social Facebook.

“É com profundo pesar, dor e tristeza que comunicamos o falecimento da cantora Claudisabel, após acidente automóvel nesta madrugada”, pode ler-se na publicação.

A editora realçou que “a sua voz, alegria e frontalidade que a caracterizam deixam mais pobres a música portuguesa e todos que tiveram a oportunidade de a conhecer e privar com ela”.

Nas declarações à Lusa, o comandante dos bombeiros realçou que o carro em que seguia a cantora capotou na sequência da colisão e que as operações de socorro implicaram a realização de “trabalhos de desencarceramento e salvamento avançado”.

O óbito da cantora foi declarado no local pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, adiantou, referindo que o corpo foi transportado para a morgue desta unidade hospitalar.

Segundo uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, o acidente, para o qual foi dado alerta às 01:55, envolveu a colisão de dois automóveis ao quilómetro 85 da A2, provocando ainda um ferido ligeiro.

As operações de socorro mobilizaram 12 veículos e 24 operacionais, com a intervenção dos Bombeiros de Alcácer do Sal, VMER do Hospital do Litoral Alentejano, Brisa e GNR.