MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira

9/05/2024 08:00

O assédio no trabalho é uma violação grave dos princípios éticos fundamentais que regem as relações humanas no ambiente profissional. Consiste numa conduta abusiva, repetida e indesejada, que visa intimidar, humilhar, constranger ou criar um ambiente hostil para uma pessoa no local de trabalho. Esta prática viola a dignidade, a integridade e os direitos fundamentais dos trabalhadores, prejudicando não só o indivíduo afetado, mas também a moral e a produtividade de toda a organização. Alguns dos exemplos mais comuns, elencamos os seguintes: comentários ou piadas ofensivas sobre raça, género, religião, orientação sexual, idade ou deficiência; insultos, humilhações ou intimidações verbais; comportamentos agressivos, como gritar ou usar linguagem abusiva; isolamento social, excluindo deliberadamente um colega de atividades de trabalho ou eventos sociais; abuso de poder ou coerção para obter favores sexuais; espalhar rumores ou boatos prejudiciais sobre um colega; sobrecarregar um colega de trabalho com tarefas injustas ou impossíveis de realizar; ameaças de violência física ou verbal; ignorar ou desvalorizar as contribuições de um colega no trabalho; e, comportamentos de intimidação, como invadir o espaço pessoal de um colega ou fazer gestos ameaçadores.

A ética no trabalho requer respeito mútuo, dignidade e justiça para todos os membros da equipa. O assédio, seja ele de natureza sexual, moral, psicológica ou outra, é totalmente contrário a estes princípios. Cada indivíduo tem o direito de trabalhar num ambiente seguro, livre de qualquer forma de assédio, discriminação ou intimidação.

Para prevenir e combater o assédio no trabalho, as organizações devem implementar políticas claras e rigorosas contra o assédio, promover a educação e a sensibilização dos colaboradores sobre o tema, e estabelecer canais de denúncia seguros e confidenciais. Além disso, é crucial que os líderes e gestores desempenhem um papel ativo na promoção de uma cultura de respeito e integridade, intervindo prontamente em qualquer situação de assédio e apoiando as vítimas.

A responsabilidade de combater o assédio no trabalho recai sobre toda a organização, desde a alta direção até os colaboradores de base. A criação de um ambiente de trabalho ético e respeitoso é essencial para o bem-estar e o sucesso de todos os envolvidos.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas