MADEIRA Meteorologia

Vinte mortos em protestos em prisão de Myanmar

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
25 Julho 2021
9:24

Pelo menos 20 prisioneiros terão morrido durante os protestos numa prisão em Myanmar (antiga Birmânia) contra as restrições da pandemia de covid-19, após a repressão das forças de segurança, segundo a emissora Voz Democrática da Birmânia.

De acordo com aquele meio de comunicação, que citou fonte próxima do Exército, os soldados dispararam contra os detidos na prisão de Insein, em Rangum, causando a morte de cinco mulheres e 15 homens.

Os militares também teriam detido parte do pessoal da prisão, que se juntou aos protestos no centro penitenciário, onde estão detidos dezenas de presos políticos.

A junta militar, que governa o país desde o golpe de Estado de 01 de fevereiro, suspendeu recentemente as visitas aos estabelecimentos prisionais, devido ao forte aumento das infeções, com o país a registar a pior vaga de covid-19, em número de infetados e mortos, desde o início da pandemia.

Na sexta-feira, os reclusos de Insein iniciaram um protesto contra as restrições da pandemia, aproveitando para se manifestar contra a junta militar.

Várias embaixadas, como a dos EUA e da União Europeia, apelaram às autoridades para resolverem a situação "de forma pacífica e respeitando os direitos básicos e sanitários nessa e nas outras prisões do país".

A repressão das forças de segurança, que disparou a matar contra manifestantes pacíficos, provocando a morte de pelo menos 931 pessoas, soma-se assim ao aumento descontrolado da nova vaga de covid-19 em Myanmar, associado à variante Delta, com origem na Índia.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas