MADEIRA Meteorologia

Cerca de 600 vínculos da Madeira já estão inseridos na base do projeto VINCULUM

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
06 Março 2023
13:40

Depois de uma primeira edição em Loulé, o projeto VINCULUM chegou esta segunda-feira ao Funchal com a realização de um ‘Vinculum Project Day’.

Com diversos momentos de debate e troca de ideias acerca dos vínculos (morgadios e capelas) da Madeira, o programa contempla diversas apresentações científicas que levam à comunidade o seu principal objetivo: explicar o fenómeno vincular nas sociedades medievais e modernas da Europa do Sul.

A realização desta segunda edição no Funchal surge na sequência de um protocolo estabelecido entre a Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira (DRABM) e a Universidade Nova de Lisboa, onde está sediado o projeto.

O programa divide-se entre o Arquivo e Biblioteca da Madeira, o Centro de Estudos de História do Atlântico - Alberto Vieira e a Igreja Paroquial de Machico. Na abertura do evento, o diretor da DRABM, Nuno Mota, enalteceu a parceria em curso com o projeto VINCULUM, que assenta no protocolo formalizado em 2022 a representar "um benefício mútuo", e explicou que esta colaboração estabelece metas "objetivas e exequíveis".

Em primeiro lugar, a disponibilização, por parte da DRABM, de informação documental descritiva respeitante a uma série em concreto, nomeadamente os processos de autos de contas de capelas, pertencentes ao fundo do Juízo dos Resíduos e da Provedoria das Capelas da Madeira, informação esta que nunca tinha sido disponibilizada anteriormente. Neste aspeto, o projeto é particularmente desafiante uma vez que existem importantes volumes documentais que se encontram "num estado de conservação francamente mau", reconhece Nuno Mota.

O responsável adiantou que até ao momento, a DRABM partilhou com o projeto VINCULUM cerca de 1.600 registos descritivos com diferentes níveis de complexidade e normatividade, dos quais 441 já devidamente normalizados e produzidos já no contexto da base de dados Archeevo.

Outra meta estabelecida no âmbito deste protocolo é relacionada com o restauro deste universo documental. Neste âmbito, o VÌNCULO, que é financiado pelo European Research Council, garante os meios financeiros necessários para a conservação e restauro de uma parte desta série documental, sendo que até ao momento foram restaurados 1.470 fólios que se encontravam num estado de conservação "muito mau", adiantou o diretor da DRABM.

Por seu turno, Maria de Lurdes Rosa, do projeto VINCULUM, enalteceu na ocasião que os documentos aqui alvo de restauro representam uma "ínfima parte" deste património, mas é necessário "começar por algum lado", reconhece. A documentação correspondente a processos de autos de contas das capelas da Madeira está "em tão mau estado que [o restauro] é dispendioso, mas este é o único sitio em que eles estão a ser restaurados", disse a responsável, que lamenta o descuido a que foram vetados estes "gigantescos arquivos" que "são absolutamente fundamentais para o conhecimento das sociedades das épocas".

"É a única provedoria de que vamos ter informações deste tipo porque as outras, ou não temos acesso aos maços, que é o caso de Lisboa e Açores, ou temos só acesso através de livros", explicou Maria de Lurdes Rosa, sendo que o protocolo estabelecido com a Região, para o VINCULUM e "para toda a historiografia portuguesa", resultou num "enorme acréscimo de informação". Até à data, foram introduzidos na base de dados do projeto VINCULUM cerca de 600 vínculos da Madeira.

O ‘Vinculum Project Day’ terá uma nova edição em Évora no mês de julho, seguindo-se uma outra em Braga no próximo ano. Também Cabo Verde poderá receber este evento em breve, adiantou a investigadora.

Catarina Gouveia

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas