MADEIRA Meteorologia

Centro Cultural John dos Passos acolhe ‘Festival New Islands’ no próximo sábado

Data de publicação
21 Fevereiro 2024
14:35

A Companhia Dançando com a Diferença promove no próximo sábado, 24 de fevereiro de 2024, o ‘Festival New Islands’ e o ciclo de conferências ‘Arte e Inclusão ou Já Podemos Falar em Arte?’, iniciativas integradas no projeto INSUL’Arts.

No ‘Festival New Islands’ serão apresentadas as criações dos artistas contemplados com as bolsas de criação, atribuídas em 2022, nas áreas da dança e do teatro. O evento tem início às 14h30 e serão apresentadas as peças de teatro ‘mil quinhentos e 15’, criação de Zacarias Gomes, ‘(Qu)ilhómetros’, de Sofia Freitas Abreu, o vídeodança ‘Entre Tanto’, de Georgina Abreu, a partir da criação de Beatriz Baptista e a exibição do documentário ‘Projeto Linguagens da Dança’, sobre o processo de trabalho de Mickaella Dantas no âmbito da bolsa New Islands.

Com início às 18h30, a segunda parte do evento será dedicada ao pensamento, sobre o mote ‘Arte e Inclusão ou Já Podemos Falar em Arte?’, que pretende “abordar a utilização (ou a necessidade de abandono) do conceito Inclusão dentro do universo artístico”.

‘Livro Sem Pontos’, fruto da parceria com o MUDAS. Museu de Arte Contemporânea da Madeira, aquando da realização da exposição ‘Como uma ilha sobre o Mar: Lourdes de Castro’ e ‘Qual a Diferença de Criar Dentro e Fora da Ilha?’ compõem o início de um ciclo de conferências que será estendido até o fim do mês de março.

Márcia Sousa, diretora do Mudas. Museu de Arte Contemporânea da Madeira, Natércia Xavier, diretora regional de Cultura e os artistas vencedores da Bolsa New Islands (Zacarias Gomes, Sofia Freitas Abreu, Georgina Abreu e Beatriz Baptista) são os convidados recebidos por Henrique Amoedo, diretor artístico da Dançando com a Diferença, neste que promete ser um importante momento para pensar as Artes e a Cultura.

Para Henrique Amoedo, diretor artístico da Dançando com a Diferença, entidade promotora do projeto INSUL’Arts, “unir ações do Ciclo de Programação de Artes Contemporâneas da Madeira e também do Encludança foi uma das formas de ligarmos o pensamento sobre as Artes e a Cultura às apresentações públicas dos trabalhos dos artistas contemplados com a bolsa de criação deste projeto. De outra forma, dificilmente teríamos condições de trazer os resultados dos projetos contemplados com as bolsas New Islands aos palcos regionais, o que para nós, não era uma hipótese”.

Refira-se que o INSUL´Arts é um projeto que pretende auxiliar a comunidade madeirense na construção de uma nova dinâmica cultural, uma iniciativa que possa abrir portas e gerar oportunidades aos artistas e públicos da região. Financiado pelo Programa Cultura do EEA Grants Portugal, através do Connecting Dots – Mobilidade Artística e Desenvolvimento de Públicos operado pela Direção-Geral do Património Cultural e gerido pela Direção-Geral das Artes. na qualidade de Parceiro do Programa, promovido e dinamizado pela Companhia Dançando com a Diferença, em parceria com a dybwikdans (Noruega), Câmara Municipal do Funchal, e o Teatro Viriato (Viseu).

OPINIÃO EM DESTAQUE
Gestora de Projetos Comunitários
6/04/2024 08:00

Há 50 anos, deu-se a Revolução dos Cravos (também conhecida como “Revolução de Abril”). Desde então, Portugal passou por uma série de transformações políticas,...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas