PSD-M consegue objetivo: reforçada a presença nos órgãos nacionais do partido

Alberto Pita

O presidente eleito do PSD, Luis Montenegro, subiu esta tarde ao palco do 40.º Congresso Nacional para anunciar os primeiros nomes das suas listas para os órgãos do partido.

Tal como era esperado, Miguel Albuquerque é o candidato à presidência da Mesa do Congresso, mas não é o único madeirense. Pedro Calado também integra as opções de Montenegro para o Conselho Nacional, candidatando-se ao lugar de vogal deste órgão que é encabeçado por Carlos Moedas, presidente da Câmara Municipal de Lisboa. José Manuel Bolieiro, presidente do PSD-Açores, é um dos candidatos a vice-presidente da Mesa.
Paulo Rangel, Miguel Pinto Luz, Margarida Balseiro Lopes, António Leitão Amaro, Paulo Cunha e Inês Ramalho são os nomes escolhidos para a comissão política do PSD e Hugo Soares é o candidato a secretário-geral.
A proposta de Montenegro é que a Academia de Formação do partido seja presida por Carlos Coelho.
Pedro Alves é indicado para coordenar as próximas eleições autárquicas e Pedro Reis para o “Movimento Acreditar”.
De referir ainda que a moção estratégia global de Luís Montenegro foi entretanto colocada à votação, tendo sido aprovada com duas abstenções e sem qualquer voto contra.