Brício Araújo defende estratégia concertada de habitação no concelho de Santa Cruz

O candidato da coligação “CUMPRIR SANTA CRUZ”, Brício Araújo, defende uma política de habitação para o concelho de Santa Cruz baseada em três princípios fundamentais: o estímulo ao mercado de arrendamento, o apoio à recuperação de habitações antigas e a elaboração da Estratégia Local de Habitação.

“É fundamental adotar uma estratégia concertada de habitação no concelho de Santa Cruz. Uma estratégia de longo prazo, ao contrário do atual Executivo camarário, que apenas apoia pontualmente a reabilitação de moradias, sem preparar o futuro, de forma sustentável”, afirma Brício Araújo.

“A garantia de condições de habitabilidade é, também para nós, um dos principais eixos de intervenção social no concelho de Santa Cruz. A forma de atingir este objetivo é, para nós, muito clara”, refere.

A coligação “CUMPRIR SANTA CRUZ” defende a criação de uma Estratégia Local de Habitação, que permitirá incentivar o investimento habitacional, a custos controlados, no concelho de Santa Cruz, recorrendo às verbas europeias, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

"Este documento viabilizará futuras candidaturas da Câmara de Santa Cruz ao “Programa Primeiro Direito”, um programa nacional que visa apoiar a promoção de soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições precárias e que não dispõem de capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação condigna. Permitirá também incentivar os empresários a investir na construção a custos controlados no concelho, de forma a possibilitar o acesso ao mercado habitacional a famílias que não têm acesso ao mercado tradicional, por serem economicamente mais vulneráveis, ou jovens ainda sem condições de obter financiamento", refere.

Foi já amplamente referido pelo candidato Brício Araújo, que Santa Cruz foi um dos "10 piores concelhos médios do país em termos de sustentabilidade, e que é necessário inverter rapidamente esta tendência".

“Uma das razões para essa falta de sustentabilidade, prende-se com o facto de a totalidade dos investimentos efetuados pelo atual Executivo camarário serem financiados, pelos impostos cobrados aos Munícipes. Ao longo destes últimos 8 anos, por exemplo, não se conhece qualquer investimento por parte da Câmara de Santa Cruz, que tenha sido efetuado recorrendo ao apoio de fundos comunitários ou até mesmo programas nacionais de apoio. Esta visão, centrada no presente e no imediato, sem o mínimo de planeamento e perspetiva futura, faz com que esta Câmara seja das piores do ponto de vista da sustentabilidade”, realça o candidato da coligação “CUMPRIR SANTA CRUZ”.

“É necessário promover a sustentabilidade do desenvolvimento urbano, tornar o nosso concelho atrativo ao investimento, no que diz respeito ao alojamento local, ao turismo rural. E isso consegue-se com planeamento, com estratégia, recorrendo a receitas alternativas, aproveitando os fundos comunitários e os apoios nacionais disponíveis. Para isso, vamos elaborar a Estratégia Local de Habitação, direcionada às famílias mais vulneráveis e aos jovens, vamos estimular o mercado de arrendamento e apoiar a recuperação de habitações antigas. É isso que a minha equipa está pronta para fazer, assim que assumir funções”, conclui Brício Araújo