MADEIRA Meteorologia

Conselho de Defesa analisou situações no Médio Oriente e Ucrânia

Data de publicação
16 Abril 2024
21:09

O Conselho Superior de Defesa Nacional analisou hoje as situações no Médio Oriente e na Ucrânia, em reunião extraordinária, segundo uma nota divulgada pela Presidência da República.

O Conselho Superior de Defesa Nacional reuniu-se hoje, em sessão extraordinária, sob a presidência do chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, “para efetuar um ponto de situação relativo ao Médio Oriente e à Ucrânia”, lê-se na nota, de apenas um parágrafo, na qual nada mais se adianta.

Esta reunião extraordinária foi convocada pelo Presidente da República no domingo, no contexto da subida de tensão entre Israel e Irão.

“Tendo em conta a situação atual e possíveis desenvolvimentos, o Presidente da República decidiu convocar uma reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional para terça-feira, 16 de abril, pelas 18:00, no Palácio de Belém”, divulgou a Presidência da República no domingo.

Presidido pelo Presidente da República, o Conselho Superior de Defesa Nacional é um órgão colegial específico de consulta para os assuntos relativos à defesa nacional e à organização, funcionamento e disciplina das Forças Armadas.

A reunião de hoje deste órgão foi a 36.ª convocada pelo Presidente da República e comandante supremo das Forças Armadas, Marcelo Rebelo de Sousa, e a primeira com a participação dos novos governantes do executivo PSD/CDS-PP chefiado por Luís Montenegro.

O XXIV Governo, que tomou posse em 02 de abril, tem Paulo Rangel como ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e Nuno Melo como ministro da Defesa Nacional.

Fazem parte do Conselho Superior de Defesa Nacional o primeiro-ministro, os ministros de Estado e da Defesa Nacional, Negócios Estrangeiros, Administração Interna, Finanças e responsáveis pelas áreas da indústria, energia, transportes e comunicações, o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas e os chefes da Armada, do Exército e da Força Aérea.

Integram ainda este órgão de consulta os representantes da República e presidentes dos governos das regiões autónomas dos Açores e da Madeira, o presidente da Comissão de Defesa Nacional da Assembleia da República e mais dois deputados eleitos para este órgão por maioria de dois terços.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas