MADEIRA Meteorologia

Sindicato dos Enfermeiros satisfeito com abertura de Pedro Ramos às reivindicações

Data de publicação
17 Junho 2024
20:16

“Independentemente do que possa vir a acontecer, há um conjunto de situações que podem, devem e têm que ser resolvidas porque não implicam questões orçamentais nem a aprovação de diplomas na Assembleia Legislativa Regional”, disse, hoje, ao Jornal, o presidente do Sindicato dos Enfermeiros da Madeira, que reuniu com o secretário regional de Saúde e Proteção Civil.

Fazendo um balanço positivo do encontro com o governante com a tutela da Saúde, Juan Carvalho disse que a lista de assuntos em cima da mesa de trabalhos foi extensa. Mas a maioria dos assuntos são medidas administrativas que dependem inteiramente do SESARAM e que podem ser resolvidas sem outras dificuldades.

Juan Carvalho sublinhou que a reunião já tinha sido solicitada há algum tempo e, das várias matérias abordadas, uma delas tem a ver com a carência de enfermeiros no Serviço Regional de Saúde. E isto porque é reconhecido o sistemático recurso a trabalho suplementar, nos mais diversos serviços, para dar resposta às necessidades. Por outro lado, há a previsão de que na próxima década, 400 enfermeiros vão se reformar. A resposta que foi dada por Pedro Ramos é que estamos na proximidade de acabarem dois cursos e há outros que estando fora e gostariam de regressar à Região. E o secretário assumiu o compromisso de abrir um procedimento concursal para admitir aproximadamente 200 enfermeiros.

Outra questão abordada com Pedro Ramos foi o facto de haver cada vez mais profissionais que têm o título de enfermeiro especialista e que não estão categorizados, ou seja, não têm concurso para exercer a sua especialidade. Não são reconhecidos nem recebem como tal. Pedro Ramos assumiu o compromisso de fazer o levantamento da situação e de, uma mais breve possível, abrir também concurso nesse sentido.

Ao Jornal, Juan Carvalho destacou, ainda, entre outros assuntos, o facto de terem ficado enfermeiros por receber o suplemento covid-19.

Outra situação teve a ver com a notificação dos pontos para efeitos de progressão. O SESARAM irá fazer o levantamento da situação, assim como foi assumido que, nos horários de amamentação, as enfermeiras terão reconhecidas a totalidade das horas de trabalho.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas