MADEIRA Meteorologia

PS-Machico acusa PSD de apenas querer boicotar a ação do executivo camarário

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
21 Julho 2021
15:48

A Concelhia de Machico do Partido Socialista acusa o PSD local de não estar interessado na defesa do bem-estar da população e de apenas querer boicotar a ação do executivo municipal.

Em causa está o empréstimo a que a Câmara de Machico recorreu e que permite que esteja a ser reabilitado o pavimento de diversas estradas do concelho, matéria que espoletou diferentes posições no seio laranja, ao ponto de o candidato pela coligação PSD-CDS ter vindo a público defender a importância de melhorias nos arruamentos e estacionamentos.

"Com que então, agora, o empréstimo bancário foi uma boa estratégia de investimento deste executivo socialista", começa por dar conta a Concelhia do PS, fazendo questão de esclarecer todo o processo.

Tal como é explicado, em reunião de câmara de 30 de setembro de 2020, o PSD, liderado por Ricardo Sousa, votou contra o pedido de empréstimo, o mesmo acontecendo em assembleia municipal, onde o partido é chefiado por Emanuel Gomes, "com a justificação de que o empréstimo era para manutenção da rede viária e não para obras de fundo". "Já em sede de concelhia do PSD-Machico, governada por Norberto Maciel, desconhece-se até hoje o paradeiro do sentido de voto acerca desta temática", refere o PS, acrescentando que "contra atas não existem argumentos" e que está bem plasmado que "o PSD foi contra este investimento de enorme importância para o concelho".

O PS refere que Machico tem uma "estrutura laranja a três velocidades, em que o candidato da coligação PSD/CDS não concorda com o sentido de voto dos seus camaradas e assim reconhece o trabalho meritório e a decisão acertada deste executivo socialista quando optou por recorrer à banca para resolver um dos principais problemas do concelho, a repavimentação de cerca de 30 quilómetros de estradas, distribuídas pelas suas cinco freguesias".

Os socialistas recordam que, em 2008, quando geria os destinos camarários, o PSD recorreu a um empréstimo para pagar a dívida que criou, sendo que, nessa altura, os sociais-democratas consideraram tal facto estruturante.

No entender do PS-Machico, "a reposição da verdade tornou-se em mais uma grande mentira à boa moda do PSD, pois a única coisa em que não estão interessados é no bem-estar da nossa população, mas sim em tentar boicotar a ação deste executivo". "Esquecem-se que a entidade máxima nesta matéria é o Tribunal de Contas e não o PSD, e essa, sim, deu o parecer favorável nesta contratação", acrescenta a concelhia socialista.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas