MADEIRA Meteorologia

Não há razões para preocupação quanto aos sismos, evidencia Victor Prior ao JM

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
05 Setembro 2021
12:41

Em declarações ao JM, Victor Prior tranquiliza a população afirmando que a perigosidade sísmica na Região é, no seu entender, "reduzida". Mesmo com dois abalos registados esta manhã não há razões para preocupação. O último sismo, registado por volta das 10h00 de hoje "foi bastante afastado".

Relativamente à atividade sísmica, que se nota mais ativa como comprovam os abalos desta manhã - o primeiro dos quias às 6h10 a registar uma magnitude de 3.9 na escala de Richter e o segundo a fazer-se registar pelas 9h56 com intensidade menor - Victor Prior dá a entender que não há razões para a população ficar apreensiva.

Em declarações ao Jornal, o delegado do observatório meteorológico da Madeira foi perentório: "Eu continuo a dizer que a Madeira é uma das regiões com menor perigosidade sísmica", acautela antes de continuar o seu discurso em que confirma a proliferação sísmica, mas não abarca em preocupações desnecessárias até porque, conforme relatou, "a Madeira fica suficientemente afastada de falhas tectónicas", explica.

"Na realidade, pelo menos na última semana, tem-se registado um maior número de sismos", atesta, acrescentando que "a maior parte ou quase todos com magnitude inferior a 2.0", tranquiliza.

No entanto, a exceção deu-se esta manhã com o primeiro sismo a registar 3,9 na escala de Richter a noroeste do Porto Moniz.

A esse propósito, avança: "Agora mais recente, mas bastante afastado da Madeira, a leste da Madeira, [tivemos] um sismo de magnitude reduzida [2,3]".

Para Prior "os sismos de maior intensidade" são uma realidade distante, embora faça questão de sublinhar que, nesse espectro, e fazendo uma análise mental, "é conhecido o sismo de março de 2020, assim como outro em 1975".

Isto para reafirmar que "em 45 anos foram registados dois sismos que esses sim foram sentidos. O de 3.9 [desta manhã] enquadra-se dentro dos valores em que pode ser sentido, mas até o momento não me chegou nenhuma indicação de que alguém tenha sentido", garante.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas