MADEIRA Meteorologia

Maus-tratos a animais: ANIMAD diz que queixas na PSP e GNR são um esforço em vão

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
22 Junho 2023
12:10

A Associação ANIMAD reagiu à notícia do JM, hoje, que indica que a PSP não recebeu queixas de maus-tratos a animais praticados por sem-abrigo.

Eis o comunicado:

"Em resposta ao Comando da PSP a Associação ANIMAD vem relembrar que, desde 2020, já se passaram quase 3 anos e que os consumos de drogas aumentam drasticamente da RAM assim como esta situação, para o caso de, por algum motivo andarem distraídos.

Respeitamos todos os elementos de segurança e com eles temos e sempre tivemos bons relacionamentos de parceria. Infelizmente, não temos voluntários destas forças connosco, como alguns, mas sempre tivemos bons relacionamentos com todos eles.

No entanto, e pela nossa experiência, fazer queixas, tanto PSP como GNR é canalizar esforços em vão. Até hoje, todos os processos que fizemos ou foram arquivados ou não deram em nada. Por esse motivo utilizamos o trabalho de sensibilização no terreno como arma.

Compreendemos que a própria Lei não é grande apoio na criminalização de muitos casos pois é complexa. No entanto, para quem se senta horas numa secretária a fazer queixa de uma situação, muitas vezes olhada como o próprio criminoso, o arquivo de processos desmotiva qualquer um.

A ANIMAD, sempre teve imenso cuidado nos casos de maus-tratos, filtrando os mesmos de meras banalidades aos mais sensíveis antes de fazer as respectivas queixas. No entanto, até hoje, não tem um único caso onde houvesse culpados, só animais vitimas.

Perante toda esta situação deve-se entender o porque de grande parte da população não fazer denuncias.

No entanto, o nosso apelo é de que se faça sempre. Sim, a população deve insistir nas denuncias aos responsáveis e, os responsáveis devem de começar a olhar para esta problemática de uma forma mais assertiva.

Outro ponto importante que gostaríamos de salientar é que, não é muito correcto começar a utilizar este problema como arma de arremesso para politiquices. É importante separar as coisas pois aqui não existem inocentes, independentemente da cor politica, só culpados.

A ANIMAD sempre foi contraditória à forma como se alimentou toda a situação dos sem abrigo ao longo das últimas décadas. Aceite-se ou não, alimentou-se toda esta situação simplesmente nada mais.

Não se trata de estigmatizar indivíduos vulneráveis trata-se de encontrar soluções para a decadência destes seres e a segurança destes animais. Estigmatizar é deixar tudo como está!

Convém deixarmo-nos de dramatismos, de inocentes e culpados e começarmos a resolver.

Estes indivíduos não precisam só de comida nem palmadinhas nas costas! Estes indivíduos já estão no limiar dos seus limites, muitos até já ultrapassaram essa linha sem retorno. Urge encontrar locais específicos para o tratamento desta gente, tirá-los das ruas e encontrar formas de conseguirem voltar à sociedade e, se não conseguirem, o que é o caso de muitos, terem onde ficar.

Perante tudo isto, só lamentamos que continuemos a «laissez faire, laissez aller, laissez passer».

Natália Vieira

ANIMAD"

Edmar Fernandes

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas