MADEIRA Meteorologia

Chega-M acusa Governo de usar saúde de forma eleitoralista e oportunista

Data de publicação
04 Maio 2024
17:05

O Chega-Madeira acusa o Governo Regional de aproveitar-se das necessidades dos madeirenses no sector da Saúde para promover, nas vésperas das eleições, “medidas populistas, que recusou adotar durante o período da governação”.

Os comentários surgem como reação à intenção de abrir as urgências na costa norte, uma decisão que Miguel Castro, líder do CHEGA-Madeira e cabeça de lista às eleições legislativas regionais, vê como oportunista e eleitoralista.

Recentemente, Miguel Albuquerque afirmou interesse e disponibilidade do Governo para abrir quatro serviços de urgência, nomeadamente em Santana, Ribeira Brava, Porto Moniz e Câmara de Lobos. No entanto, para o Chega o Governo Regional está a prometer algo que não pode cumprir e para o qual não tem dinheiro, meramente porque quer ludibriar as pessoas e ganhar votos.

“As contas são fáceis de fazer. Um centro de saúde a funcionar vinte e quatro horas tem de ter, no mínimo, um médico, um enfermeiro, um auxiliar, um administrativo e um segurança. Tudo isto, a multiplicar por quatro, que são o número de turnos de seis horas, e mais uma equipa de reserva para acautelar faltas, férias, folgas e doenças. Isto para apenas um centro de saúde! Todos nós sabemos que o governo não tem recursos para isto e anda a prometer o que não vai cumprir”, aponta.

Segundo Miguel Castro, o PSD e Miguel Albuquerque estão preocupados com as eleições e entraram numa espiral de promessas e aparições públicas para compensar, à última da hora, o mal que andaram a fazer na governação.

O líder do Chega-Madeira vai mais longe e afirma que o presidente do governo quer “disfarçar com muito ‘marketing’ e promessas ocas a incompetência e os casos judiciais em que está envolvido.”

“Além do presidente do governo, também o secretário da Saúde anda num rodopio de campanha. Devia ter vergonha de fazer ‘cocktails’ com o dinheiro dos nossos impostos e de prometer às pessoas, que precisam de melhor Saúde, serviços na costa norte que vai fechar logo a seguir às eleições. Pedro Ramos devia ter vergonha e não se prestar a estes números tristes de política baixa”, remata.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas