Cáritas apoiou mais de 8 mil pessoas entre abril e dezembro do ano passado

Lusa

A Cáritas Portuguesa informou hoje que apoiou mais de oito mil pessoas carenciadas, entre abril e dezembro do ano passado, em plena pandemia.

Neste período, a Cáritas apoiou mais de oito mil pessoas em dificuldades com mais de 120 mil euros, nomeadamente no pagamento de rendas de habitação (63%), despesas relacionadas com saúde (16%) e pagamento de despesas de eletricidade (10%), detalha a organização em comunicado.

As 20 Cáritas Diocesanas complementaram estes apoios com bens essenciais, inclusive alimentos, através da entrega de mais de 80 mil euros em vales.

Os apoios da organização, resultantes da campanha "Inverter a Curva da Pobreza" e da operação "10 Milhões de Estrelas - Um Gesto pela Paz", foram entregues sobretudo a portugueses, mas também a migrantes.

Os mais de 200 mil euros atribuídos não representam "a totalidade do trabalho" das 20 Cáritas Diocesanas espalhadas em todo o país, esclarece o comunicado.

Segundo a presidente da Cáritas Portuguesa, Rita Valadas, citada no comunicado, "o ano de 2020 foi desafiante" e "2021 traz já consigo grandes ansiedades".

"Para nós Cáritas o olhar sobre o futuro tem de ser de esperança porque acreditamos no nosso trabalho e estamos gratos a todos os que nos têm apoiado", sublinhou.