MADEIRA Meteorologia

Ministro da Defesa alemão critica declarações de Trump e incentiva NATO

Data de publicação
14 Fevereiro 2024
17:10

O ministro da Defesa alemão, Boris Pistorius, pediu hoje aos seus aliados que “façam o trabalho de casa”, após criticar os comentários do ex-presidente norte-americano Donald Trump sobre os países da NATO com défice nos investimentos militares.

“Julgo que faríamos bem em não reparar constantemente no que fazem os candidatos presidenciais ou observar as eleições, mas antes cumprimos os nossos deveres”, disse Pistorius numa alusão a Trump, pré-candidato à reeleição e que na semana passada congeminou um ataque russo aos países da NATO que não gastam o suficiente na área da Defesa.

O ministro alemão, que emitiu as declarações antes da reunião do Grupo de contacto de apoio à Ucrânia que hoje decorre na sede da NATO em Bruxelas, elogiou os países da Aliança que aumentaram as despesas no armamento.

Em paralelo, o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, admitia que 18 dos 31 países membros da NATO vão destinar 02% do seu Produto Interno Bruto (PIB) em investimento na área da Defesa durante o corrente ano.

O ministro alemão também se opôs ao debate iniciado nas últimas semanas sobre o eventual aumento da dissuasão nuclear pela União Europeia (UE), face ao possível regresso de Donald Trump à Casa Branca após as presidenciais de novembro nos EUA.

“O debate nuclear é o último que necessitamos neste momento. Trata-se de uma escalada que não necessitamos”, assegurou Pistorius.

Neste âmbito, o secretário-geral da organização militar ocidental assinalou que já existe “uma dissuasão nuclear da NATO que proporciona o máximo de garantia aos aliados”, em particular “pelas armas nucleares dos Estados Unidos na Europa”, e pelo facto de Reino Unido e França, dois outros aliados europeus, possuírem este tipo de armamento.

“Há ainda que considerar que outros aliados da NATO disponibilizam aviões, infraestrutura e apoio para poder garantir que esta dissuasão é funcional, operativa, segura e fiável”, acrescentou Stoltenberg.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas