MADEIRA Meteorologia

Grupo Ferpinta investe 14 milhões de euros até 2028 no Vila Baleira

Data de publicação
28 Fevereiro 2024
16:07

O Grupo Ferpinta vai investir 14 milhões de euros até 2028, conforme revelou a marca na Apresentação do Plano de Desenvolvimento 2024-2028 do Grupo Vila Baleira Hotels & Resorts, na Bolsa de Turismo da Madeira (BTL).

Deste montante, as intervenções a fazer no Vila Baleira Porto Santo representará 70 por cento do investimento, focando-se mormente na aposta do turismo de Saúde e Bem-Estar.

“Vamos ter um equilíbrio entre aquilo que é a saúde e o bem-estar, utilizando as potencialidades e os recursos da ilha que são as águas do mar, as argilas e as areias, isto associado a uma componente médica e científica”, explicou à rádio 88.8 JM FM Gonçalo Teixeira, administrador do grupo Vila Baleira Hotels & Resorts.

Neste âmbito, o grupo terá também, em paralelo, 28 unidades de alojamento de luxo para que os clientes “consigam ter uma experiência 360 dentro do próprio edifício de terapia para que não tenham o desconforto de se deslocar dentro do complexo”, num investimento de 9 milhões.

A restante verba será vertida em outras empreitadas como a renovação da zona exterior, um parque aquático, um novo centro infantil e muitas outras surpresas, desde a ampliação do restaurante e um novo bar. Além disso, estão programados vários eventos.

“Estamos confiantes que não só a época alta funcione bem, estamos a investir em recursos humanos e infraestruturas”, notou, lembrando que no Porto Santo há um trabalho a fazer no sentido de combate à sazonalidade.

Já sobre o verão, foi Bruno Martins, diretor-geral do grupo Vila Baleira, quem traçou os objetivos, num altura em que decorrem obras no Vila Baleira Porto Santo.

Sobre o Vila Baleira Suites, inaugurado em julho de 2023, a meta è dar mais a conhecer e valorizar cada vez mais experiência do cliente. No Vila Baleira Funchal, o intuito é perceber como valorizar uma “unidade pequena que está num local com muita oferta”.

Questionando sobre se a perda de alguns voos no Porto Santo pode afetar, Bruno Martins é peremptório em dizer que não.

“Temos um compromisso com os nossos parceiros de venda dos quartos e parte aérea está, nesta momento, a ser regulada, tanto a TAp como a Easyjet - esta ultima que aumentou um voo semanal para Lisboa- Agora, devido ao problema das slots de lisboa é que houve uma passagem de voos charter para utilização de lugares nos voos TAP. Ao certo não sabemos em número, mas penso que não vai ser perdido o numero de lugares no Porto Santo”, notou.

Bruno Martins realça, porém, uma questão “importante” que é o facto de o Porto Santo, este ano, ter menos inventário de quartos de hotel do que nos anos anteriores, “porque a unidade ao lado, do Colombos, só uma parte é que será explorada e isso parece que não, mas em termos de destino são quartos que não vão estar disponíveis no mercado e penso que a parte aérea e os operadores estão a regular e a acompanhar esta operação para não acontecer problemas que aconteceram no passado”, afirmou.

Em termos de ocupação para o verão, não adianta valores, mas diz que as “vendas estão a acontecer mais cedo do que é costume” e está confiante de que 2024 será melhor do que 2023.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas