MADEIRA Meteorologia

I Liga: Sérgio Conceição é o quinto treinador luso a 'triplicar' título de campeão

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
16 Maio 2022
8:59

Sérgio Conceição, que conduziu o FC Porto ao seu 30.º título na edição 2021/22 da I Liga portuguesa de futebol, tornou-se apenas o quinto treinador português a chegar aos três títulos de campeão nacional.

que também o conseguiram ao serviço dos ‘dragões’, e ainda de Jorge Jesus e Rui Vitória, ambos vencedores de três campeonatos ao comando do Benfica.

Artur Jorge, quatro vezes campeão nacional pelos ‘encarnados’ enquanto futebolista, levou os ‘dragões’ ao título em 1984/85, 1985/86 e 1989/90, sendo que, pelo meio, em 1986/87, arrebatou a Taça dos Campeões Europeus (2-1 ao Bayern Munique, na final).

Por seu lado, Jesualdo Ferreira, também vencedor da prova pelas ‘águias’, enquanto adjunto de Toni (1988/89 e 1993/94), arrebatou consecutivamente as edições de 2006/07, 2007/08 e 2008/09, completando um ‘tetra’ iniciado por Co Adriaanse.

Ao serviço do Benfica, na sua primeira passagem pela Luz, Jorge Jesus - que voltou na época passada e foi despedido a meio da atual - ganhou metade dos campeonatos disputados, em 2009/10, na estreia, e nas duas últimas épocas, em 2013/14 e 2014/15.

Jesus rumou, então, ao Sporting e foi substituído por Rui Vitória, que arrecadou mais dois, em 2015/16 e 2016/17, para completar um inédito ‘tetra’ na história do Benfica. Falhou, depois, o ‘penta’, mas ainda participou quase até meio no título de 2018/19, que teve, sobretudo, o ‘cunho’ de Bruno Lage.

O ‘rei’ Artur, Jesualdo, Jesus e Vitória foram agora alcançados por Sérgio Conceição, sendo que este quinteto partilha o segundo lugar do ‘ranking’ luso com mais oito treinadores estrangeiros.

A lista inclui quatro húngaros (Lipo Herczka, Josef Szabo, Janos Biri e Béla Guttman), dois ingleses (Randolph Galloway e Jimmy Hagan), um chileno (Fernando Riera) e ainda um sueco (Sven-Goran Eriksson).

Na liderança, isolado, com seis títulos, o dobro de toda a concorrência, segue o brasileiro Otto Glória, falecido em 04 de setembro de 1986, com 69 anos, que ganhou quatro campeonatos ao serviço do Benfica e dois como treinador do Sporting.

Otto Glória ganhou os dois primeiros pelos ‘encarnados’, em 1954/55 e 1956/57, depois arrebatou dois pelos ‘leões’, em 1961/62, ano em que o Benfica se sagrou bicampeão europeu, e 1965/66, e, de volta à Luz, ganhou em 1967/68 e 1968/69.

Na próxima época, e caso continue, como se espera, no comando do FC Porto, Sérgio Conceição, também já tricampeão enquanto jogador dos ‘dragões’, pode isolar-se no segundo posto do ‘ranking’ e aproximar-se de Otto Glória.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar a Taça de Portugal?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas