MADEIRA Meteorologia

Guineense Ynussa Baldé não se arrepende de invadir campo para abraçar Ronaldo

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
19 Junho 2023
20:42

O jovem guineense Ynussa Baldé está a responder à justiça portuguesa por invasão do campo do estádio da Luz para abraçar Cristiano Ronaldo durante o jogo de futebol entre Portugal e Bósnia, mas não se arrepende do gesto.

O internacional português é o seu "ídolo de infância desde Gabu", cidade no leste da Guiné-Bissau, onde Ynussa Balde nasceu e viveu até ter vindo viver para Portugal em 2022.

Ynussa Balde, com 24 anos, veio para Portugal em 2022 para estudar, mas com o sonho de conhecer e "se possível tocar no Ronaldo".

Em entrevista por telefone à Lusa em Bissau, o jovem, que no passado sábado invadiu o relvado do estádio do Benfica, onde Portugal defrontou a Bósnia, disse não se sentir arrependido do gesto.

"Vi no jogo uma oportunidade soberana para realizar o meu sonho de conhecer Ronaldo, que já está com 38 anos e talvez perto de terminar a carreira internacional, e não hesitei", contou à Lusa.

Ynussa Baldé nem tinha bilhete quando se deslocou ao estádio da Luz, mas, na sua mente, sabia que aquele era o dia ideal para realizar o sonho que já na Guiné-Bissau partilhava com os amigos e familiares.

O jovem guineense só acedeu ao estádio porque um pai lhe vendeu o ingresso que tinha comprado para o filho, que, à última da hora, desistiu de ir ao jogo, disse.

O bilhete dava direito a assistir ao jogo no terceiro piso do estádio da Luz, mas, ao intervalo, Ynussa tratou de arranjar uma forma de descer daquele lugar e aproximar-se do relvado.

Teve de sair do estádio e reentrar para se posicionar perto de um dos bancos de suplentes.

Num dos contra-ataques da Bósnia, Ynussa saltou da vedação, apoderou-se de uma bandeira de Portugal que estava num banco da assistência e invadiu o relvado em direção ao incrédulo Ronaldo.

"Cheguei ao pé dele, abracei-o, beijei as chuteiras dele. Pedi-lhe para fazermos o ‘sim’ e aceitou", disse o jovem guineense, em referência ao gesto característico de Ronaldo para celebrar um golo.

Ynussa Baldé é um jovem franzino, mas levantou Ronaldo, que disse sentir que tem "talvez 80 quilogramas" de peso, do relvado num abraço que o próprio nem sabe explicar onde arranjou tanta força.

Com o jogo parado devido à peripécia, perante a admiração de Ronaldo e dos presentes no estádio, Ynussa Baldé foi conduzido para um gabinete da polícia, onde foi informado da infração que tinha cometido e que o próprio disse desconhecer.

Ynussa Baldé vai ter de responder a um tribunal e pode ser condenado por prática de crime de invasão em estádio de futebol.

O jovem guineense desaconselha quem queira seguir-lhe o gesto, mas afirmou que não se arrepende do que fez.

"É um sonho que acabei por realizar", observou Ynussa Baldé.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar a Taça de Portugal?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas