Jersey põe travão à pandemia

Marco Sousa

São boas notícias para a Comunidade Madeirense residente em Jersey, a ilha do canal está a conseguir travar a pandemia após um período delicado de aumento de infeções por Covid-19.

Após longas semanas em que os números de infeções por Covid-19 alarmavam, e muito, a comunidade residente em Jersey, vê-se finalmente um ‘abrandar’ da pandemia. Conta disso deu a Direção Regional das Comunidades e Cooperação Externa através da sua página na rede social Facebook.
“São assim boas notícias para a comunidade madeirense que reside nesta ilha do canal. A ilha, está a conseguir travar a pandemia, após um período em que o número de casos positivos de covid-19 era alarmante. Em apenas um mês o número de casos positivos baixou substancialmente, passando de 1.000 para 225. Isto significa que as medidas implementadas pelo governo local têm surtido efeito”, pode ler-se na publicação.

Os voos para Jersey estão limitados apenas ao Reino Unido, mas, mesmo assim, todos os passageiros têm de, obrigatoriamente, realizar 3 testes PCR: o primeiro à chegada, o segundo 5 dias após a chegada, e o terceiro teste 10 dias após a chegada. Os passageiros cumprem isolamento profilático durante este período, até que o último teste seja negativo.

O governo de Jersey mantém medidas restritivas. Apenas os serviços essenciais estão a funcionar, nomeadamente farmácias, supermercados, bancos, bombas de gasolina, serviço de take-away nos restaurantes e as escolas.
Estima-se que residam cerca de 15 mil portugueses na Ilha de Jersey e que 90% dos mesmos sejam naturais da Madeira.