Unanimidade no Voto de Solidariedade com o povo ucraniano, incluindo o voto do PCP

Carla Sousa

Assembleia Municipal do Funchal, que decorreu ontem em São Martinho, aprovou ainda por unanimidade mais dois votos no mesmo âmbito, um do MPT e um do PSD.

O Grupo Municipal do PS Funchal apresentou ontem um voto de solidariedade para com o povo ucraniano, "que sofre com esta invasão do seu país", um apelo que mereceu a unanimidade de todos os partidos, entre os quais o PCP.

Neste voto de solidariedade, os socialistas referiam que "o povo ucraniano está a ser alvo de uma invasão atroz e bárbara por parte da Rússia", numa ofensiva que desde 24 de fevereiro vem "ceifando milhares de vidas inocentes".

O massacre de Bucha não foi esquecido, numa "violência gratuita e atroz", que "expõe o pior que o ser humano é capaz, tal como a guerra que continua no terreno, com a única razão conhecida que é a da anexação de territórios da antiga União Soviética, o que em pleno século XXI não se admite nem tem qualquer razão de ser".

Recorde-se que tanto na Assembleia da República como na Assembleia Legislativa Regional, o PCP tem votado contra estas manifestações. No primeiro dia da ofensiva russa, a 24 de fevereiro, os deputados do parlamento regional aprovaram um voto de protesto, proposto pela Mesa da ALRAM, contra a invasão da Rússia à Ucrânia. Apenas o deputado único do PCP não acompanhou a proposta.

Esta sexta-feira, a Assembleia da República vota um texto comum da Comissão de Negócios Estrangeiros de condenação pela invasão da Ucrânia e de apoio a "uma investigação independente para apurar responsabilidades sobre crimes de guerra", algo que já mereceu a oposição do PCP.