MADEIRA Meteorologia

Ricardo Nascimento: "Não se justificam cercas sanitárias na Ribeira Brava"

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
03 Janeiro 2021
12:59

O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava manifestou a Miguel Albuquerque e a Pedro Ramos as suas preocupações relativamente ao aumento de casos no concelho, que se situa no limiar dos números de referência relativamente aos 100 mil habitantes.

De qualquer modo, na reunião conjunta com o Governo e os autarcas de Câmara de Lobos e Funchal, Ricardo Nascimento disse que as três cadeias de transmissão ativas, que totalizam mais de 40 casos, estão controladas e as pessoas estão a cumprir o isolamento. A seu ver, "não se justificam cercas sanitárias na Ribeira Brava".

De qualquer modo, o autarca mostrou-se preocupado com o incumprimento do distanciamento social no dia a dia em determinados tipos de estabelecimentos. "Estamos preocupados, com questão do aumento de casos, mas continuo a dizer que três cadeias estão perfeitamente identificadas, mas é trabalho acrescido para entidades competentes", reconheceu.

No seu entender, os próximos dias serão determinantes, atendendo ao número de dias de incubação do vírus, entre cinco a sete. Ricardo Nascimento espera ter a situação das cadeias de transmissão ativas controlada nas próximas semanas.

Escusando-se a adiantar que sugestões deixou na reunião para o seu concelho, o autarca da Ribeira Brava reconheceu que o regresso às escolas é uma preocupação, apesar de sublinhar que, a este nível, "as coisas têm funcionado extremamente bem". De qualquer modo, "vamos aguardar pelas decisões do Governo", disse, congratulando-se ainda pela disponibilidade do executivo regional em receber os autarcas dos concelhos em causa.

Paula Abreu

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas