MADEIRA Meteorologia

Plano Municipal da Juventude define sete metas para os jovens até 2030

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
23 Julho 2021
13:06

O Plano Municipal de Juventude do Funchal - Funjovem 20-30’ foi apresentado no início da tarde de hoje, na autarquia do Funchal.

O documento apresenta sete metas a alcançar no período em causa, ou sete "FunGoals", nomeadamente Educação e formação de qualidade; emancipação jovem; qualidade de vida para todos; Cidade verde e sustentável; Cidadania e participação juvenil; associativismo e voluntariado e cultura e lazer para todos.

Em declarações aos jornalistas, o presidente da autarquia disse que este plano surge na sequência do Conselho Municipal da Juventude, criado no mandato anterior, "que reuniu e identificou um conjunto de lacunas nas políticas da juventude da cidade, como a falta de um plano que pudesse congregar as diferentes visões das diversas associações do meio formativo, associativo, desportivo e cultural".

Nesse sentido, surge um plano com medidas que apontam para a implementação de um cartão jovem municipal, a constituição de um gabinete municipal de juventude, a criação de um festival municipal de juventude anual, entre outras ações. "O plano permitirá agir de uma forma estruturada para atender aos problemas da juventude".

Sendo a problemática do desemprego jovem uma das preocupações manifestadas, Miguel Silva Gouveia disse que a autarquia tem estado atenta. "Neste momento, a Câmara tem promovido o ensino superior, com bolsas de estudos para todos os universitários do Funchal, por um lado, e por outro criando uma plataforma de transição entre a vida académica e o mercado de trabalho, "permitindo que ganhem competências nos serviços da Câmara, através dos Programas Ocupacionais de Formação em Contexto de Trabalho".

Trata-se de uma medida que a CMF tem promovido desde 2015. "Nos últimos dois anos, em contexto de pandemia, já investimos mais de um milhão de euros e onde os jovens representam uma fatia substancial das pessoas que estão nesses programas. É uma forma que a câmara tem, com recursos do orçamento municipal, ajudar os jovens".

Já Francisco Dionísio, responsável pela constituição do ‘FunJovem 20-30’ destacou que o documento estratégico foi construído pelos jovens que definiram as metas e as áreas definidas pelos próprios. Tem a particularidade de ser um plano a dez anos que será monitorizado também pelos jovens, com a revisão das metas de dois em dois anos. "Queremos que se faça um trabalho contínuo na cidade do Funchal em torno dos jovens", realçou, destacando o contributo das diversas organizações envolvidas no plano, como a Câmara e juntas de freguesia, direção Regional de Juventude, Instituto de Emprego da Madeira, associações juvenis, escolas, entre outras.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas