MADEIRA Meteorologia

“Para uma vida melhor é preciso mais CDU!”, defende Sílvia Vasconcelos

Data de publicação
25 Fevereiro 2024
12:53

A CDU realizou, neste primeiro dia da campanha eleitoral para as próximas Eleições Legislativas, iniciativas junto das populações das zonas altas do Funchal, onde Sílvia Vasconcelos, cabeça de lista desta candidatura, lançou o apelo ao voto na CDU à volta da ideia de que: “Para uma vida melhor é preciso mais CDU!”.

Segundo referiu Sílvia Vasconcelos, “a CDU escolheu marcar o primeiro dia da campanha eleitoral com iniciativas nas zonas altas do Funchal como forma de expressar os seus compromissos com as justas reivindicações do povo das zonas altas, o mesmo é dizer, um compromisso desta candidatura com a construção de Justiça Social”.

No Largo das Courelas, no alto da freguesia de Santo António, disse Sílvia Vasconcelos o partido “é uma força crucial e essencial para a democracia em Portugal, reconhecida pela sua seriedade, responsabilidade, honestidade, competência e pelo muito trabalho e empenho que dedica às causas que defende, sempre com critérios de interesse público e colectivo”, disse, afirmando que a diminuição da sua representação parlamentar “periga e dificulta a vida da maioria dos portugueses, dos trabalhadores, assalariados, que veem o seu rendimento sonegado e tributado a favor das grandes fortunas nacionais”.

A candidata da CDU adiantou ainda que “a CDU é uma força política para quem os homens e mulheres são todos iguais nos seus direitos, com uma perspetiva ética e humanista sobre a sociedade e que procura rebater as desigualdades entre ricos e pobres a par de garantir a consolidação dos valores de Abril”.

Segundo Sílvia Vasconcelos, “tem sido, sobretudo, a CDU, na RAM e no País, a pugnar pelo reforço da proteção social e defesa de quem trabalha; pela melhoria e qualificação de serviços públicos ao serviço das populações, como o da saúde, educação, justiça, defesa, entre outros, tão à deriva por estes tempos; pelo acesso à habitação e a uma habitação condigna; pela defesa ecológica e ambiental (onde se incluem os animais); pela valorização salarial e pela majoração do SMN e das pensões nas Regiões Autónomas e pela acérrima defesa da cultura e do reforço orçamental para este sector”.

Na abertura da campanha eleitoral importa sublinhar que “a CDU é uma frente alternativa para a solidificação da democracia em Portugal, para o reforço de direitos para as populações, o direito a uma vida com dignidade para todos os portugueses, sem qualquer discriminação”.

A finalizar, Sílvia Vasconcelos afirmou que a CDU tem sido, é!, uma garantia de que no nosso País e na Região não fique tudo pior, nem sequer fique tudo na mesma! Porque nem país nem a RAM podem andar de crise em crise!”, rematou.

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas