MADEIRA Meteorologia

Líder do CDS quer fixar jovens na Região e alerta para condições de imigrantes

Data de publicação
11 Maio 2024
22:10

O líder do CDS Madeira e cabeça-de-lista às eleições regionais, José Manuel Rodrigues, esteve presente, hoje, na festa da Juventude Popular, no Museu Café.

Perante jovens centristas, voltou a defender a criação de um salário-base para os jovens licenciados que entram no mercado de trabalho.

“Não podemos perder mais uma geração para a emigração. Os números mais recentes indicam que a Madeira, apesar do crescimento económico, não está a criar emprego qualificado e bem remunerado para os nossos jovens com melhor formação. Antes pelo contrário, o emprego para quem tem licenciatura decaiu significativamente”, considerou José Manuel Rodrigues.

Segundo o líder centrista, o investimento na educação tem sido “muito”, mas, mesmo assim, não tem permitido fixar os melhores talentos que “são obrigados a sair da Região à procura de melhores oportunidades”.

Para além do salário-base, pensa que “é possível criar outras condições para fixar e atrair os nossos jovens, como a redução em 30 por cento do IRS Jovem, a reintrodução do Crédito Bonificado Jovem para aquisição de habitação, a dedução dos juros à coleta do IRS, a isenção de IMT e de IMI na compra da primeira habitação e a gratuitidade das creches e do ensino pré-escolar.

O candidato do CDS defende, também, a aplicação do Programa Regressar à Madeira, que o anterior Governo da República recusou fazer, mas que contém um conjunto de importantes incentivos e apoios fiscais e financeiros aos jovens emigrados que queiram regressar ao país.

“Estamos a recrutar muitos trabalhadores nos países do Indostão, sem qualificações e a viver na Madeira, muitos deles sem condições, quando temos milhares de jovens madeirenses a trabalhar na hotelaria e restauração em vários zonas da Europa, que poderiam voltar à Região e trabalhar e estar com as suas famílias na sua terra, se a Região oferecesse melhores salários, menos impostos e melhores condições de vida”, considerou alertando que “a política de imigração deve ter rigor na entrada e humanidade na integração”.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas