MADEIRA Meteorologia

JPP defende educação como motor de desenvolvimento

Data de publicação
20 Fevereiro 2024
16:26

Numa ação de dar a conhecer aos eleitores o seu programa eleitoral no âmbito das eleições nacionais do próximo dia 10 e março, o JPP apresentou, hoje, as medidas que propõe para a Educação, área que aponta ser um “motor de desenvolvimento” “sustentável e sustentado”.

É com este entendimento em mente que o Juntos Pelo Povo reiterou a sua defesa do acesso universal à educação em igualdade de circunstâncias e de oportunidades, o qual “tem de ser garantido como alavanca social”.

“A escola é o lugar por excelência de uma política que garanta que todas as crianças e jovens possam partir de um mesmo patamar, se não social, pelo menos de acesso a oportunidades.Desta forma, o ensino tendencialmente gratuito deve sê-lo na sua totalidade, para deixarmos, de uma vez por todas, de termos o abandono escolar em diversos níveis de ensino, nomeadamente no ensino superior. Defendemos, assim, o reforço de verbas para a Universidade da Madeira e para a investigação académica com incidência em áreas de desenvolvimento regional”, explanou o partido, numa nota enviada à redação, na qual enuncia ainda outras medidas.

É o caso da defesa de uma maior autonomia das escolas e dos professores na adequação de currículos a diferentes realidades e a diferentes alunos, e de uma abertura cada vez maior das escolas à comunidade, desenvolvendo parcerias e formas de participação.”Não podemos continuar num país onde se fecham escolas, onde faltam professores e funcionários e onde o setor vive num permanente campo e batalha. Há que dar à educação a devida atenção e aos seus recursos humanos a justa remuneração e as condições necessárias para levarem a cabo uma das tarefas basilares de uma sociedade e de uma verdadeira democracia”, defendei.

Em suma, o JPP advoga as seguintes medidas para a área da Educação.– Reforço das verbas do Estado para a nossa Universidade da Madeira;– Reforço da dotação orçamental para a educação;– Garantia do número de profissionais suficientes nas escolas;– Um efetivo sistema de ensino público gratuito;– Acesso universal ao ensino público em todos os níveis de ensino, incluindo creche e pré-escolar;– Dignificação da carreira docente e não docente;– Criação de currículos diferenciados e diferenciadores;– Uma escola aberta à comunidade como polo de agregação de cidadania, desenvolvimento comunitário e de justiça social;– Reforço do ensino profissional e currículos alternativos;– Reforço dos sistemas de educação para adultos;– Uma política eficaz de bolsas de estudo, nomeadamente ao nível do ensino superior.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Qual o seu grau de satisfação com a liberdade que o 25 de Abril trouxe para os madeirenses?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas