MADEIRA Meteorologia

Élvio Sousa nega que tivesse havido um convite a Rodrigues para presidir ao parlamento

Alberto Pita

Jornalista

Data de publicação
28 Maio 2024
16:35

O secretário-geral do JPP, Élvio Sousa, diz-se de “consciência tranquila”, um dia depois de ter assinado uma declaração de princípios com o PS para uma solução alternativa de governo.

À saída do encontro com o representante da República, Élvio Sousa reforçou que os contactos com outros partidos políticos só surgiram depois das eleições e insistiu que o acordo com o PS “não é uma coligação”.

Relativamente ao futuro do acordo com o PS, disse que o mesmo se desfaz se a solução de governo não avançar, mas rejeitou que para já o acordo tenha “morrido”.

“Ainda estamos a aguardar contactos de outros partidos políticos”.

Relativamente ao encontro desta manhã entre José Manuel Rodrigues e Miguel Albuquerque e as declarações mais tarde do presidente do CDS/PP-M à saída do encontro com Ireneu Barreto, onde Rodrigues se mostrou mais inclinado para uma solução com o PSD, o secretário-geral do JPP disse que “José Manuel Rodrigues já recebeu um par de andarilhos daqueles do século XVIII para usar na corte”, aludindo a um “entendimento” entre PSD e CDS.

“Nós tentámos construir uma alternativa que seria histórica, mas, por aquilo que li, o próprio Miguel Albuquerque convidou José Manuel Rodrigues para ser indigitado. Portanto, já está calçado, quando ainda ontem andavam descalços”.

Élvio Sousa negou, por outro lado, que tivesse convidado José Manuel Rodrigues para ser presidente da Assembleia Legislativa da Madeira. “Isso não partiu nem do PS nem do JPP. Isso é claro”, salientou.

Mais à frente, referiu, no entanto, que se houve um convite do PS, teria de ser o líder socialista a responder.

Quando confrontado esta manhã sobre os convites para a presidência da ALM, José Manuel Rodrigues disse: “Eu confirmo que houve conversações, quer com o líder do PS, ontem, quer com o líder do PSD, hoje, sobre a presidência do parlamento”.

Refira-se que o representante da República para a Madeira está a receber hoje os partidos políticos com assento parlamentar, iniciando o processo que vai levar à formação do futuro Governo Regional.

As audições estão a acontecer, seguindo a regra do partido menos votado para o mais votado. Esta manhã foram ouvidos o PAN, a Iniciativa Liberal e o CDS/PP.

À tarde, já foram ouvidos o Chega e o JPP. O PS está agora a ser ouvido. Segue-se o PSD.

As eleições do passado domingo determinaram a vitória do PSD, que alcançou 19 deputados. Em segundo lugar ficou o PS (11 deputados), depois o JPP (9), o Chega (4), o CDS (2), a IL (1) e o PAN (1).

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas