MADEIRA Meteorologia

Cafôfo apela ao voto útil no PS para garantir estabilidade na Madeira

Paula Abreu

Jornalista

Data de publicação
21 Maio 2024
12:34

Paulo Cafôfo lançou, hoje, um apelo ao voto útil no PS, afirmando que este é o único partido capaz de garantir estabilidade e provocar a mudança na Região.

Numa ação de campanha no centro do Funchal, o candidato do PS às eleições legislativas regionais do próximo domingo salientou que este é um momento decisivo para a vida dos madeirenses e porto-santenses, os quais só têm duas escolhas para presidente do Governo: Ou Miguel Albuquerque e continuar tudo na mesma, ou o próprio, operando a mudança e o virar de página na Madeira, com soluções para os problemas das pessoas.

Paulo Cafôfo deu conta do momento que se vive na Região, com a demissão do Governo, pelas razões que são de todos conhecidas, e alertou que o voto naqueles que têm governado a Madeira, mas também em partidos como o Chega, o CDS, a Iniciativa Liberal e o PAN, significa estar a votar no PSD e em Miguel Albuquerque para “perpetuar este regime por mais algum tempo”. “Eu acredito que isso não vai acontecer e, por isso, o apelo é, precisamente, que votem no PS, “porque somos os únicos que temos a capacidade não só de dar estabilidade, mas também de provocar esta mudança e este virar de página”, declarou.

O líder socialista frisou que foi Miguel Albuquerque quem provocou esta crise política e tem sido, continuadamente, um fator de instabilidade, seja na “demissão a conta-gotas” que fez, seja por não ter deixado que se aprovasse o Orçamento Regional, seja ainda pelo apoio que não tem da população”, dando conta do facto de aquele ser assobiado e apupado até no próprio congresso do seu partido e em eventos públicos. “Claramente, caiu em descrédito”, acrescentou.

Paulo Cafôfo vincou que há uma grande vontade de mudar a Região e que esta é a hora de fazer isso acontecer, pedindo aos madeirenses que deem uma oportunidade ao PS e “façam a democracia funcionar”.

O candidato socialista à presidência do Governo Regional apontou ainda algumas das principais medidas preconizadas pelo partido, a começar pelo aumento dos rendimentos dos madeirenses, atendendo a que a Madeira é a região do país com a maior taxa de pobreza, os salários médios mais baixos e o menor poder de compra do País. Assegurou, por isso, que, com um Executivo do PS, haverá uma redução do IVA e do IRS, aplicando o diferencial fiscal de 30% que a Região tem à sua disposição.

Por outro lado, para fazer face ao drama que se vive na habitação – o preço médio de aquisição é de 460 mil euros e o de arrendamento é de 1.475 euros – o PS propõe uma garantia pública da Região para o financiamento a 100% na compra da primeira habitação para cidadãos até aos 40 anos, o aumento dos apoios ao arrendamento e a construção de mais casas a custos controlados.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas