MADEIRA Meteorologia

Bloco reafirma necessidade de garantia de tempos máximos de resposta para cirurgias e consultas

Data de publicação
21 Maio 2024
12:58

A candidatura do Bloco de Esquerda iniciou o segundo dia da última semana de campanha para as legislativas regionais de domingo junto ao Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde o candidato, Roberto Almada, começou por denunciar a existência de um manifesto que afirmou ter sido lançado pelos social-democratas, apelando ao voto nesta força política.

“Nas últimas horas, circula um manifesto lançado pelo PSD, onde figuras gradas do PSD, apelam ao voto no partido para garantir a estabilidade na Madeira, dizem eles. É uma situação nunca vista. O PSD nunca esteve tão aflito e nunca fez realmente isto. Mas que estabilidade é que querem manter na Madeira?”, questionou o cabeça de lista do BE às legislativas regionais de domingo, Roberto Almada.

“A estabilidade do que se passa aqui, no Serviço Regional de Saúde, que não cuida dos direitos dos seus trabalhadores, não garante que o Serviço Regional de Saúde tem pessoas, médicos e enfermeiros, a tempo inteiro, em exclusividade para dar uma resposta aos doentes que procuram os serviços regionais de saúde. Quer o PSD continuar a desinvestir no Serviço Regional de Saúde e garantir aos privados os jackpots que tem garantido?”, atirou o candidato do BE.

Roberto Almada disse que o partido entende que essa estabilidade não está garantida com a continuidade do PSD-M no Governo da Madeira e, por isso, estiveram junto ao Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, para denunciar os casos problemáticos neste setor.

O candidato denunciou a falta de medicamentos para os doentes oncológicos, e a escassez de outros medicamentos para utentes, portadores de patologias graves que, aclarou, “não podem ficar sem essa medicação”.

“Apesar disso, os funcionários da farmácia hospitalar tudo fazem para garantir, nem que seja dose a dose, esses medicamentos”, sustentou.

“É preciso garantir tempos máximos de resposta para as cirurgias e para as consultas”, enfatizou o bloquista, assim como a implementação da especialidade de medicina dentária nos centros de saúde, o investimento na implementação do Plano Regional de Saúde Mental, o investimento em novos projetos de prevenção das dependências, rede de equipa de rua para apoio a pessoas com adições e criação de comunidades terapêuticas.

Defendeu, ademais, a transformação do atual hospital em hospital de retaguarda, aumentando a capacidade de resposta da Região aos casos de internamento social e de cuidados paliativos, continuados e de reabilitação, assim como o incentivo à exclusividade no setor público e reforço dos recursos humanos (profissionais de saúde, técnicos e assistentes operacionais).

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas