MADEIRA Meteorologia

Albuquerque: “Enquanto os moles estavam em casa cheios de medo e a tremelicar, nós estávamos na rua a trabalhar”

Alberto Pita

Jornalista

Data de publicação
20 Abril 2024
11:59

No arranque do 19.º Congresso Regional do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque optou por fazer um discurso duro e avisou que quanto mais o atacam, mais força tem.

“Não sou mole”, garantiu, desconstruindo a ideia de que o PSD possa estar em declínio. “Há 48 anos que dizem que vamos cair, mas estamos cá mais uma vez erguidos”, respondeu.

Depois, distinguiu a sua postura da dos “moles” e, para o efeito, comparou os comportamentos dos seus governos com o dos líderes da oposição em momentos como a pandemia e o 20 de fevereiro.

“Enquanto os moles estavam em casa cheios de medo e a tremelicar, nós estávamos na rua a trabalhar”.

“Não venham com exercícios teóricos que estamos no fim. Não, estamos no princípio e vamos voltar a ganhar”, disse.

Ato contínuo, desafiou os madeirenses a fazer um exercício de memória. “A história da Madeira não está no TikTok, está na memória dos nossos avós e dos nossos pais”, referiu. “Não me venham com conversas moles e baboseiras” e “é bom que a Madeira acorde”.

“Sabem o que é que se passou na década de 1970? Uma tragédia!”, classificou, aludindo às dificuldades sócio-económicas da altura, em contraposição com os tempos atuais.

“Querem comparar? Estamos a brincar?”, questionar, num tom quase irritado.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas