MADEIRA Meteorologia

ADN da Madeira denuncia hipocrisia e promete vigilância na política regional

Data de publicação
28 Maio 2024
16:19

Miguel Pita, coordenador do partido ADN na Madeira, critica a hipocrisia de certos partidos que, durante a campanha, afirmavam que não fariam coligações posteriores às eleições e que agora se mostram disponíveis para negociar tanto com a direita como com a esquerda.

“Na política, tal como na vida, não pode valer tudo. Alguns políticos nem escondem que, em troca de cargos pessoais, estão dispostos a negociar, enquanto outros, sob a desculpa de não serem irresponsáveis ao deixar a Madeira sem governo, abrem portas indiretamente”, é dito por Miguel Pita em nota às redações.

“Mais uma vez, o eleitorado foi enganado. Estes partidos não demonstraram tal abertura durante o período de campanha porque sabiam que isso poderia resultar na perda de votos, mas agora estão a defraudar os seus eleitores. Não é surpreendente que a abstenção seja elevada, pois é difícil saber em quem confiar. A expressão popular de que “são todos iguais” quase corresponde à realidade. No fim, todos parecem estar à procura dos mesmos objetivos: benefícios pessoais, em vez de servir o povo. Quanto ao ADN, irá manter-se atento a todas as movimentações e, apesar de não ter eleito nenhum deputado, não deixará de ser uma voz incómoda na política regional”, é expressado em comunicado enviado às redações.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas