MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Psiquiatra

1/06/2022 08:00

Segundo a Organização Mundial de Saúde, no manual de diagnósticos ICD-11, Demência, ou Síndrome Demencial, representa o grande grupo de doenças que se caracterizam por um declínio cognitivo. Esse declínio cognitivo causa perda da capacidade de se manter autónomo nas atividades da vida diária. Não é atribuível aos normais processos do envelhecimento. Presume-se que exista um processo biológico por detrás das alterações, como uma doença do sistema nervoso, traumatismo craniano, infeção ou outra doença a afetar o cérebro, medicação, défice nutricional, exposição a toxinas, entre outros. Pode permanecer sem ser descoberta a causa da Demência. Um dos exemplos de demências por exposição a tóxicos, é a Demência Alcoólica.

A Demência não é uma doença, mas um grupo de doenças que culminam na alteração cognitiva grave e frequentemente progressiva do cérebro. A memória é um dos principais domínios afetados, mas pode ser de qualquer área e mesmo existir sem alteração significativa da memória. Os domínios cognitivos avaliados são: memória, funções executivas, atenção, linguagem, cognição social e julgamento, velocidade psicomotora, perceção visual e capacidades visuo-espaciais.

Dentro deste grupo de doenças, existe o grupo das doenças neurodegenerativas, das quais, a Doença de Alzheimer é a mais frequente. Neste grupo encontramos ainda a Demência Vascular, a Demência Fronto-Temporal e a Demência de Corpos de Lewy.

Cada um dos diferentes tipos de demência apresentam sintomas diferentes, começam de formas diferentes, têm velocidades diferentes. Realizando um diagnóstico precoce permite não só melhorar a qualidade de vida, como em alguns casos atrasar a progressão da doença e atrasar a necessidade de apoio de terceiros. O diagnóstico correto permite ainda esclarecer se é uma das demências potencialmente reversíveis.

Qualquer demência pode apresentar sintomas neuropsiquiátricos que podem ser assustadores e são a causa de institucionalização mais rápida. No entanto, as alterações do comportamento podem não ser da demência. Podem ser do que se chama de Síndrome Confusional Agudo ou delirium. Este estado caracteriza-se por uma alteração de comportamento súbita, normalmente de horas a dias, com flutuação da consciência e atenção ao longo do dia, com agravamento ao por-do-sol, com alteração da memória e pode incluir alucinações visuais, auditivas e delírios. Delírios são convicções irreais, muitas vezes sem explicação plausível (por exemplo: "mania da perseguição"), mas ao contrário de outras doenças, não se encontra organizado e é muito flutuante. Pode ser do tipo agitado/agressivo ou praticamente deixar de falar e comer. Este estado deve ser rapidamente identificado, porque é muitas vezes tratável. É mais frequente em pessoas debilitadas e com diagnósticos prévios de demência, mas pode acontecer em qualquer estado de saúde e idade. Pode ser causado por uma infinidade de situações, mas é frequentemente causado por infeções (urinárias, respiratórias, ...), diarreias, obstipação, desidratação e alteração da medicação. Se for descuidado o diagnóstico por detrás destas alterações, o estado de saúde pode continuar a agravar-se. As dificuldades cognitivas são maioritariamente apenas parcialmente recuperáveis. Nestes casos, a psiquiatria não é a prioridade do tratamento, apesar de poder dar apoio.

Apesar das dificuldades que estas doenças provocam no dia-a-dia, muitos dos comportamentos não são por motivos da personalidade. A personalidade muda, na medida da progressão da doença, pela diminuição das capacidades da pessoa se determinar. E assim mudam os comportamentos, tornando-se por vezes incompreensíveis. A todas pessoas portadores de demência e seus familiares, o meu maior respeito por aquilo que vivem.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas