MADEIRA Meteorologia

Universidade do Algarve e Turismo colaboram para inovar no âmbito da Dieta Mediterrânica

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
14 Julho 2022
17:14

A colaboração entre academia e turismo hoteleiro para inovar no âmbito da Dieta Mediterrânica é o objetivo principal de um laboratório a inaugurar na sexta-feira, anunciou a Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo (ESGHT) da Universidade do Algarve.

Designado como "Host Lab - Hospitality, Sustainability and Tourism Experiences Innovation Lab", o projeto vai ser apresentado a partir das 10:00 no campus da Penha, em Faro, e visa "aproximar a comunidade científica e as empresas" para fomentar o "desenvolvimento de ingredientes inovadores no âmbito da Dieta Mediterrânica", avançou a Universidade do Algarve (UAlg).

O laboratório vai também "testar propostas" destinadas a "promover o bem-estar da população local e dos visitantes" e a criar um "destino [turístico] cada vez mais sustentável", acrescentou a Universidade do Algarve num comunicado.

"O Host Lab pretende, assim, ser uma referência de investigação e desenvolvimento aplicado ao turismo culinário e às experiências enogastronómicas associadas à Dieta Mediterrânica", sintetizou a instituição académica.

A UAlg precisou que vão ser analisadas "as determinantes da experiência" turística na região e "a atmosfera dos lugares" e vai ser incentivada "a avaliação sensorial, junto dos turistas e dos stakeholders, de novos produtos e serviços".

Estas novas ofertas vão ter por base "recursos e produtos locais, como os cereais, a oliveira, a vinha e outros alimentos", sublinhou a universidade, destacando que a Região de Turismo do Algarve é uma das entidades associadas ao projeto.

O laboratório pretende "potenciar a qualificação e a diversificação do Algarve como destino turístico sustentável", acrescentou a UAlg, frisando que a apresentação prevista para sexta-feira vai ser feita perante o Conselho Consultivo recentemente criado pela ESGHT e "servirá para dar a conhecer o trabalho de ensino e investigação em curso".

"No decurso do projeto têm sido convidados profissionais da área da Hotelaria e Turismo para a realização de dinâmicas de grupo sobre a temática da inovação na Dieta Mediterrânica, que tiveram como temas principais ‘Inovação’ e ‘Ingredientes’, de forma a que mercado e ciência estejam alinhados quanto às suas definições e futuras implementações na sustentabilidade local", antecipou o estabelecimento de ensino.

A presença destes profissionais nos trabalhos do laboratório tem levado ao projeto uma componente de "aprendizagem num âmbito holístico" e vai contribuir para que os objetivos "sejam implementados de forma eficaz", argumentou.

Desta forma, é dado um contributo para "adicionar valor ao destino turístico e à experiência dos turistas e habitantes locais do Algarve", sustentou a UAlg, que tem professoras e investigadoras do seu Instituto Superior de Engenharia a trabalhar para "desenvolver novos produtos" e testá-los junto de turistas e residentes do Algarve.

O laboratório tem como responsável Alexandra Rodrigues Gonçalves, docente da UAlg e investigadora integrada do Centro de Investigação em Turismo, Sustentabilidade e Bem-Estar (CinTurs), e o projeto conta com financiamento do Programa Operacional para o Algarve 2020, referiu ainda a universidade, sem avançar o valor do apoio.

LUSA

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas