MADEIRA Meteorologia

BTL: “Não é preciso sair da Madeira para ter sucesso e visibilidade ao nível internacional”

Um dia depois de ter entrado para a constelação Michelin, o chef Octávio Freitas confessou aos microfones da 88.8 JM FM, no palco da BTL, que este reconhecimento foi fruto de uma entrega à sua “arte de paixão, a gastronomia”, assim como resultado de 26 anos de trabalho, entrega, dedicação e compromisso, embora o Desarma seja um projeto novo, com menos de um ano de existência.

Ao longo da sua carreira, foram vários os galardões e reconhecimentos que foi conquistando, mas, admite, “um Michelin é muito pessoal, é quase como devolver à profissão aquilo que ela me deu”.

Octávio Freitas recordou a ansiedade que estava a sentir durante a gala que decorreu ontem no Palácio de Congressos do Algarve, em Albufeira, e diz que, a partir de agora, “é manter e renovar a distinção, sempre com os pés bem assentes no chão, mas com o mesmo encanto, a mesma paixão e manter a consistência”.

Lembra ainda as palavras que proferiu na gala, em jeito de conselho aos mais novos e a quem não valoriza a sua terra, as suas gentes e a sua cultura: “Não é preciso sair da Madeira para ter sucesso e visibilidade ao nível internacional”.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas