MADEIRA Meteorologia

África do Sul: Chuvas fortes deixaram rasto de destruição na província do Kwazulu-Natal

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
23 Maio 2022
17:06

As chuvas amainaram na província do Kwazulu-Natal, mas a devastação é indizível. Para além de derrocadas pavorosas, propriedades, estradas, automóveis, maquinaria e pontes foram varridas pela fúria das águas deixando um rasto de morte e destruição.

As pessoas que perderam as suas casas, barracas e bens dirigem-se para os 82 centros de abrigo espalhados pela cidade que dispõem de colchões, agasalhos, mantas, alimentos e outros artigos para auxiliar as mais de duzentas pessoas que foram evacuadas para lugares que oferecem mais segurança.

Muitos cortes de eletricidade devido a infraestruturas mais vulneráveis danificadas pelas enxurradas observadas no passado mês de abril e agravadas pelas chuvas copiosas que se fizeram sentir na passada sexta-feira e sábado. As comunidades de La Mercy, Umdloti e Seatides, a norte de Durban, foram as mais atingidas pelas chuvas torrenciais que duraram até domingo à noite.

O acesso pelo lado sul está cortado devido aos estragos causados pelas enxurradas do passado mês de abril que não foram ainda iniciadas obras de reparação. Sihle Zikala, governador da província do Kwazulu-Natal que cerca de 30.000 trabalhadores das indústrias de manufaturação encontram-se sem trabalho por causa das cheias que atingiram aquela província no passado mês de abril que vitimaram 448 pessoas.

Os estragos causados na linha de montagem da japonesa Toyota, em Isipingo, a sul de Durban, continuam inoperacionais desde abril, provocando a falta de veículos novos para venda e um aumento nos preços de automóveis usados daquela marca.

Fonte consular revelou ao JM de não haver qualquer vítima no seio da comunidade portuguesa ali radicada.

José Luís da Silva, correspondente em Joanesburgo, África do Sul

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas