MADEIRA Meteorologia

Miguel Oliveira recupera seis lugares e termina em nono no GP de Itália

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
29 Maio 2022
16:34

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) recuperou hoje seis posições no Grande Prémio de Itália de MotoGP, oitava prova da temporada, terminando no nono lugar.

O piloto natural de Almada concluiu as 23 voltas ao circuito com o tempo de 41.30,179 minutos, a 11,256 segundos do vencedor, o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), com o francês Fabio Quartararo (Yamaha) em segundo, a 0,635 segundos, e o espanhol Aleix Espargaró (Aprilia) em terceiro, a 1,983.

Miguel Oliveira, que saiu da 15.ª posição da grelha, fez um bom arranque, ganhando quatro lugares logo na primeira volta.

Na sétima volta, desenvencilhou-se do espanhol Marc Márquez (Honda), subindo a 10.º, e, três voltas mais tarde, ultrapassou o autor da ‘pole position’, o italiano Fabio Di Giannantonio (Ducati), para chegar a nono.

Com a queda do italiano Enea Bastianini (Ducati), na 14.ª volta, quando era sexto, o piloto português ascendeu à oitava posição, mas viria a ser ultrapassado pelo japonês Takaaki Nakagami (Honda) após a 16.ª passagem pela meta, regressando ao nono posto, que manteve até final.

Quem também fez uma grande recuperação foi Bagnaia, pois, saindo do quinto posto, baixou a oitavo após o arranque, mas conseguiu recuperar e, à nona volta, já liderava.

A prova transalpina até começou com uma surpresa, já que foi o italiano Luca Marini (Ducati) a liderar, antes de ser ultrapassado pelo companheiro de equipa Marco Bezzecchi (Ducati), que manteve o primeiro lugar durante oito voltas. Contudo, o piloto da equipa de Valentino Rossi viria a terminar na quinta posição.

Bagnaia encetou um ritmo demolidor, bateu o recorde da melhor volta em corrida e chegou a passar Fabio Quartararo e Luca Marini de uma assentada.

Outro recorde que foi batido neste Grande Prémio foi o da velocidade de ponta: o espanhol Jorge Martin (Ducati) chegou aos 363 km/h.

Esta foi a segunda vitória da temporada de ‘Pecco’ Bagnaia, que ganhou cinco pontos ao líder do campeonato, o campeão Fabio Quartararo, que fez "a melhor corrida" da sua vida.

Já Marc Márquez não conseguiu aproximar-se de Miguel Oliveira e terminou a prova em lágrimas, pois vai ser operado durante a semana pela quarta vez ao braço direito.

"Desta forma, não me via a competir por muito mais tempo", explicava, no final, o piloto catalão.

Com estes resultados, Quartararo mantém o comando do campeonato, com 122 pontos, com Aleix Espargaró em segundo, a oito pontos, após ter conseguido o quarto pódio consecutivo em MotoGP, um feito inédito para si e para a Aprilia.

Bastianini é terceiro, mas já a 28 pontos do primeiro lugar.

Miguel Oliveira manteve a 11.ª posição, agora com 50 pontos, a seis do espanhol Joan Mir (Suzuki), que é 10.º, e a 10 de Marc Márquez, que é nono e deverá falhar as próximas corridas.

Segue-se o GP da Catalunha, em Barcelona, no próximo domingo, onde Miguel Oliveira venceu em 2021.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas