MADEIRA Meteorologia

Informáticos das autarquias terão formação sobre como proceder em ciberataques

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
18 Outubro 2023
14:18

O presidente da Associação de Municípios da Região Autónoma da Madeira participou, esta manhã, em formato online, ao exercício nacional de cibersegurança, organizado pelo Centro Nacional de Cibersegurança e este ano com o foco nos serviços da administração pública local.

Dos 308 municípios, 250 participaram na iniciativa, desenvolvida com o intuito de testar o nível de conhecimento de procedimentos que os municípios devem ter em caso de ciberataque, nomeadamente a que entidades reportar a ocorrência e o devido cumprimento do manual de procedimentos.

Com a participação da AMRAM a decorre a partir da sede da associação, Pedro Calado adiantou que a associação se comprometeu em proporcionar ações de formação e sensibilização para os técnicos informáticos das 11 autarquias da Região, um projeto que será preparado até ao final do ano para ter início no próximo.

Com os ciberataques a serem uma realidade em várias instituições, como o recente verificado no SESARAM, Pedro Calado adiantou que minimizar ao máximo que esse tipo de situações possa ocorrer. "Naturalmente que há câmaras mais apetrechadas do que outras, mas temos de ter a capacidade de trocar experiências e de influenciar essa sensibilização em que as grandes ajudem as mais pequenas para que amanhã estejamos todas preparadas e em pé de igualdade".

Para além das ações de formação, Pedro Calado admitiu que quer que haja um maior apetrechamento de software contra ciberataques, mas para tal, é preciso investimento financeiro. "Não há nenhuma linha nem nenhum programa que permita aos municípios fazer essa aquisição, mesmo que em conjunto em nome da AMRAM", explicou.

Todavia, o autarca vai analisar a possibilidade de todos os municípios, "em conjunto e em nome da AMRAM, possamos ter benefícios em fazer aquisições de licenciamento de software, com poupança para todos, em vez de cada autarquia fazer esse investimento isoladamente."

"O objetivo é dotarmos os municípios da Região Autónoma da Madeira de boas condições de software, hardware e também de conhecimento científico por parte dos técnicos informáticos".

Paula Abreu

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas