MADEIRA Meteorologia

CDU defender as pessoas da “ditadura do mercado”

Data de publicação
11 Fevereiro 2024
16:01

A candidatura da CDU à Assembleia da República realizou, durante a manhã deste domingo, uma iniciativa política na freguesia do Santo da Serra, junto dos feirantes tendo a abordagem se focado nas implicações do aumento de preços de bens essenciais para a vida das famílias.

Sílvia Vasconcelos, candidata da CDU, começou por observar, na ocasião, que o custo de vida tem aumentado de forma insustentável para muitas famílias, cujos salários não crescem em correspondência direta com a inflação.

“Acerca das erradas políticas que estão a ser impostas ao País pelo governo do PS na República, e seguidas à letra na Madeira pelo governo PSD/CDS”, disse Sílvia Vasconcelos, “reforçou-se uma medida de IVA 0% para produtos essenciais que não teve efeitos visíveis de poupança para as famílias e tendo terminado esta medida, o pacote de alimentos que incluía já ascendeu em mais de 6 euros”.

Prosseguindo, a candidata lembrou que se trata de bens essenciais “dos quais ninguém pode, nem deve, prescindir”. Nesse sentido, Sílvia Vasconcelos afirma que a CDU reclama que se controle os preços dos alimentos, para que os mesmos não sejam alvo de especulação, sobretudo “pelas redes de distribuição que revendem os produtos a preços incomportáveis para o salário mínimo e médio dos portugueses”.

No que a CDU defende como alternativa política, afirmou Sílvia Vasconcelos: “O Estado tem a incumbência de controlar os preços dos bens e serviços básicos, sem ceder ou justificar o aumento do custo de vida com a “ditadura do mercado”. É o Estado que tem de defender as pessoas da especulação de preços, que é assustadoramente crescente nestes tempos”.

Como forma de defender as pessoas face à “ditadura do mercado”, sustentou ainda a candidata da CDU, é o “Estado que tem o dever de regulamentar as Leis do Trabalho a favor de quem trabalha, dignificando-lhes o salário e as condições de trabalho. De outra forma, não é possível que a maioria da população possa dar resposta ao aumento brutal de preços em bens e serviços a que os portugueses têm sido sujeitos nos últimos tempos”, rematou.

OPINIÃO EM DESTAQUE
Gestor do Europe Direct Madeira
29/02/2024 08:00

O mês que agora termina fica indubitavelmente marcado pelos debates televisivos em catadupa, embora a música não tenha fugido muito ao que era esperado:...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O que se segue à demissão de Miguel Albuquerque?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas