MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Médico-Dentista

18/06/2023 08:00

Pelo menos comigo era assim! Nunca fui capaz de estudar com muita antecedência. Esquecia-me até de que lado ficava o coração. No de dentro, continuo a querer acreditar, mas já sem tanta fé. Curiosamente a mesma a que me agarrava com unhas e dentes a implorar a todos os santos que tomassem conta da caneta, concedendo-lhe vida própria sempre que qualquer pergunta não encontrasse em mim uma resposta. Acendia velas. Prometia que era a última vez. Só que não era. E a culpa não era minha. Como sabem as pessoas não mudam de um dia para o outro. Até os psicólogos defendem isso! Os hábitos demoram a ser alterados…. E os testes eram uns atrás dos outros. Não dava tempo para respirar fundo, quanto mais para aprofundar conhecimentos. Era uma vida deveras stressante.

Ainda hoje tenho pesadelos. Acordo de noite com a tensão a 20/17. Dou por mim sentado numa carteira rodeado de colegas, mas a uma distância de segurança mínima de 3 passos. "Assim é impossível copiar! Não tenho condições" - penso para mim (como se fosse possível fazê-lo para os outros). Bolas. Não sei se escolho a A) Ponte de Varólio - já fui a Roma, Florença e Veneza, mas aí nunca… Ou antes a B) Eponíquio? Fofo. Deve ser uma mistura de pónei com o Pinóquio, filho do Gepeto. Porque não a C) Ambas as anteriores?! Bem, mais vale passar à pergunta seguinte e, se der tempo, volto a esta. Siga, siga que já falta pouco tempo para recolherem o exame. Ups. Esta então é que não sei mesmo. "O que é a Febre Tifóide?". Pelo nome parece grave. Suponho que sejam febres tão altas que se ainda subirem mais uma pessoa se lixa com f. Vá. Próxima. Estou de novo na dúvida. Fecho os olhos e aponto uma? Um-dó-li-tá? Mas começo pelo início ou pelo fim?! Arrghhhhhhh. Socorro! Devia ter dado ouvidos ao meu pai. Estudado mais. Mas caramba. Ele não entende que há matérias tão difíceis que não podem, nem devem ser estudadas e matérias fáceis que não precisam, igualmente, de o ser. E, já agora, também como ia adivinhar que eles iam acertar logo nas poucas coisas que eu não sabia?! Não sou bruxo…

E ainda bem que não sou! Já viram se eu adivinhasse que "a diferença salarial entre jovens com ensino superior e ensino secundário encontra-se em mínimos históricos"? Juro. Passou de 50% para 27%. Bem, por vezes os analfabrutos até ganham mais. Os únicos exames a que se sujeitam, é ir às urnas. Ganham eleições, pronto. Enganam-nos bem. Orientam a sua vida. Atingindo a limitação de mandatos, caso ainda não tenham o cofre cheio, rumam a alguma empresa pública. Ou público-privada, vá. Quiçá até numa privada como forma de pagamento de favor antigo, pronto. Um clube de futebol? Também serve, sim senhor(a). Garantem, por fim, uma reforma choruda e ninguém tem nada a apontar. É a escola da vida! Não estudassem…

Ainda assim, acredito que é sempre melhor saber. Dizem que o mesmo não ocupa lugar. Eu confirmo! Considero que sei mais hoje do que há 20 anos. No entanto, o volume corporal é consideravelmente inferior. Sim, eu sei que às vezes oscila. Aumento, regra geral, no Natal, ok. Mas ali a chegar ao verão eu compenso. Sempre fui assim. Já outros, não! Deixam-se andar. Não estudam, mas comem que nem uns desalmados. Prova disso é uma série de estatísticas que vão sendo dadas a conhecer. Vejamos: "Portugueses estão a beber e a fumar menos, mas são mais gordos e inativos". Boa! "Portugal está gordo: 4,5 milhões têm excesso de peso". Lindo. "Um em cada três portugueses tem fígado gordo. Mas a maioria não sabe". E vou ser eu a dizer-lhes?! Não. Recuso-me. "Relatório indica que obesidade atingirá 39% dos portugueses adultos em 2035". Alarmados, por cá, já se começaram a rever os hábitos alimentares. A ideia é comer caldos e sopas. Sejam da romaria, verdes, de pedra, de peixe, de maçaroca, de castanha, de trigo, de moganga ou mesmo de tripas. E foi precisamente isso que o nosso Presidente foi ontem fazer à Boaventura… Comer e procurar incutir nos jovens o gosto por este património cultural e gastronómico. Pessoalmente não discuto a iniciativa. Só me admiro porque não foi antes o nosso Secretário da Saúde. Será que "não quer mai sopa" ou está de dieta?

Pois é. No fundo isto é como em tudo na vida. O segredo está na moderação! No equilíbrio. Saber muito de pouco e comer pouco de muito. Ser entendido e fazer-se de desentendido. Ter mais olhos que barriga, portanto.

Ps: um abraço solidário a todos os que, como eu, acordaram segunda e se depararam com a nova e dura realidade. O mundo desabou. Não sei no vosso, mas no meu caso, foram 38 anos sempre a tê-lo como referência. Era uma vez, não só o maior das ilhas como um dos maiores do mundo. Já chorei e tudo, Não sei o que será de mim. Não sei o que será de nós. Ciao Silvio Berlusconi. È finita Bunga Bunga. Ora riposa in pace.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Qual o seu grau de satisfação com a liberdade que o 25 de Abril trouxe para os madeirenses?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas